Annie, de Thomas Meehan


Quis ler esse livro para logo após, assistir ao filme, uma adaptação da peça do musical da Broadway, que foi adicionado ao catálogo da Netflix. Ainda não assisti, mas em breve assistirei. A história do livro também não é original do autor e sim uma adaptação do musical para livro.

Ficha Técnica:
Título: Annie | Autor: Thomas Meehan | Ano: 2014 | Páginas: 208 | Idioma: português | Editora: Intrínseca | Gênero: Ficção

Bem, não esperava gostar tanto desse livro quanto amei. Annie é uma garotinha órfã, ainda muito bebê foi deixada na porta de um orfanato, com a metade de um medalhão quebrado e um bilhete de seus pais, que dizia o primeiro nome da garota, sua data de nascimento, um pedido para que cuidassem bem dela e que em breve voltariam para buscá-la.

Passados onze anos, Annie ainda tem esperança que os seus pais voltarão, e esse é o seu grande sonho, viver com os pais. Até então, Annie continua morando no orfanato, um lar que não é muito agradável, pois a Srta. Hannigan que é a diretora do local, cuida muito mal das crianças. Mas Annie é uma garota forte e decidida, ela resolve fugir do orfanato e procurar os seus pais. Após um ano vivendo nas ruas e caindo em algumas armadilhas, Annie é encontrada e levada de volta ao orfanato.

Por sorte do destino, e é nesse momento que o leitor também comemora junto com Annie, a Srta. Farrell secretária de um bilionário, o Sr. Warbucks, chega ao lar para escolher uma criança para passar duas semanas na casa dele, durante o Natal. E Annie estava na sala da diretora, pois tinha acabado de chegar e tudo que a Srta. Hannigan queria, era lhe dar umas boas palmadas, até fazê-la chorar. A Srta. Farrell continua falando o motivo de ter ido ao orfanato e explicando que deseja levar uma criança, e claro, Annie com o seu jeito fofo e inocente, consegue cativar a Srta. Farrell e assim ela escapa da diretora e vai passar uns dias na casa do bilionário.

- Bem, eu acho que, quando a gente pensa nas coisas boas que podem acontecer amanhã em vez de nas ruins que estão acontecendo hoje, a gente pode começar a fazer essas coisas boas acontecerem.

É praticamente indescritível o quanto esse livro emociona. Mesmo com todas as adversidades, Annie consegue encantar e não desistir do que deseja. Em determinada cena, Annie é injustiçada, pois como ainda acontece nos dias de hoje, os ricos são mais favorecidos. Quando Annie chega a casa do bilionário, ela já consegue conquistar a todos, e tem uma função importante na casa dele, pois via dar uma nova perspectiva de vida para alguém que achava que tinha tudo. Além do lado emocional que a história passa, conseguimos ver como o Estados Unidos estava vivendo em meio a Grande depressão econômica, já quase chegando na segunda guerra mundial. Nessa história você vai encontrar amor, amizade, esperança e aventuras. Foi uma história muito divertida e ao mesmo tempo emocionante.

Nenhum comentário