| RESENHA #188 | A MAGIA DA RAPOSA, INBALI ISERLES (FOXCRAFT #1)

sábado, julho 01, 2017

Quando vi no catálogo de lançamentos da Editora Rocco, o livro “Foxcraft: a magia da raposa”, já fiquei completamente entusiasmada para realizar a leitura. Até porque, amo livros infanto juvenis que trabalham com animais e natureza. No caso desse livro, temos como protagonista, uma raposa. O Livro foi escrito pela inglesa Inbali Iserles e conta a história de Isla, uma jovem raposa que vivia sua vida tranquilamente até que tudo mudou quando sua família desapareceu misteriosamente. Isla vivia brincando e se aventurando nos limites das terras dos sem-pelo (a raça humana), estava desenvolvendo habilidades e se tornando uma grande raposa. Após o desaparecimento de sua família, Isla se vê forçada a fugir e se aventurar no mundo cinza dos humanos, mas acaba sendo caçada por um inimigo muito cruel. 


ISBN-10: 8579802954
Título: A Magia da Raposa
Série: Foxcraft # 1
Autora: Inbali Iserles
Ano: 2017
Páginas: 272
Idioma: português 
Editora: Rocco Jovens Leitores
Classificação: 4/5 - ★★★★
Livro cedido em parceria com a editora.
Sinopse: Destemidas, solitárias, trapaceiras, pouco confiáveis... Seja em fábulas ou ditos populares, o imaginário coletivo não tem sido muito generoso com as raposas. A inglesa Inbali Iserles, uma autora premiada e apaixonada por animais, convida os leitores a conhecer melhor esses seres incríveis com a série Foxcraft, uma emocionante trilogia de fantasia protagonizada por uma raposa filhote. Isla vive nos limites das terras dos sem-pelo (os humanos) e está começando a desenvolver suas habilidades. Um dia, ao retornar para sua toca, ela está em chamas e cercada por raposas estranhas. E sua família não está em lugar nenhum. Forçada a fugir, Isla escapa para o frio e cinza mundo dos sem-pelo e é caçada por um inimigo cruel. Para sobreviver e encontrar sua família, Isla precisará dominar a antiga arte das raposas – poderes mágicos conhecidos apenas por elas – e desvendar os segredos da Foxcraft.

O único livro que li onde um animal narrava foi do David Duchovny, Holy Cow, e amei de mais. A Magia da Raposa veio me lembrar o quão bonita pode ser uma fábula. Eu sempre gostei de raposas, inclusive pretendo tatuar uma, então conforme fui conhecendo mais Isla, nossa protagonista, fui me apaixonando por ela.

A história é muito bem contada, por ser infanto juvenil, a narrativa é fluída, leve e despretensiosa, além de dar uma grande lição no final de tudo, como é de praxe em fábulas. As raposas normalmente são consideradas traiçoeiras e astutas de mais, mas Isla, uma filhote, vem pra mostrar que os estereótipo não é tão real assim. Ela demonstra compaixão, honestidade e, além de tudo, muita empatia com seres diferentes dela e, em sua busca pessoal, acaba conhecendo e se relacionando com muitas espécies diferentes.

A autora Inbali conseguiu construir uma fantasia para todas as idades, desenvolvendo seus personagens de forma certeira e ainda com um enredo bem alinhado e coerente. Em nenhum momento me senti entediada ou enjoada de ler, pois a história de Isla e sua jornada é bastante envolvente e cativante.

Toda a magia da raposa, o foxcraft, me fez ficar maravilhada e acreditando muito na força e no poder das raposas. Além disso, os personagens secundários que aparecem, e, até mesmo os vilões, são muito bem escritos e coerentes com o universo e a fantasia criados pela autora. Fiquei muito incomodada com a retratação de nós humanos. É realmente muito tenso perceber o quão ruins podemos ser e ainda por cima destruir o habitat de outros seres vivos.

O desenrolar do plot principal foi muito bem feito, a ponto de eu ficar curiosa com o que estava realmente acontecendo e os motivos do sumiço de sua família. Além disso, a mitologia dos anciões foi muito bem aproveitada e minha fascinação pela obra cresceu no momento em que a autora desenvolveu sobre eles.

Em suma, A Magia da Raposa, é uma fábula divertida, leve, muito bem escrita e envolvente. Apesar de ser destinada ao público juvenil, pode ser lida por qualquer idade, pois sua história e seus personagens permitem a cativação de qualquer pessoa que tenha coração, rs. Eu indico o livro e definitivamente foi uma leitura muito prazerosa. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.