| RESENHA #159 | ARISTÓTELES E DANTE DESCOBREM OS SEGREDOS DO UNIVERSO, BENJAMIN ALIRE SÁENZ

quinta-feira, fevereiro 23, 2017
ISBN-10: 8565765350
Autor: Benjamin Alire Sáenz
Ano: 2014
Páginas: 392
Idioma: português
Editora: Seguinte
Gênero: Jovem Adulto
Nota: 5/5

Sinopse: Dante sabe nadar. Ari não. Dante é articulado e confiante. Ari tem dificuldade com as palavras e duvida de si mesmo. Dante é apaixonado por poesia e arte. Ari se perde em pensamentos sobre seu irmão mais velho, que está na prisão. Um garoto como Dante, com um jeito tão único de ver o mundo, deveria ser a última pessoa capaz de romper as barreiras que Ari construiu em volta de si. Mas quando os dois se conhecem, logo surge uma forte ligação. Eles compartilham livros, pensamentos, sonhos, risadas - e começam a redefinir seus próprios mundos. Assim, descobrem que o amor e a amizade talvez sejam a chave para desvendar os segredos do Universo.

A história é ambientada em 1987, na cidade americana de El Paso, Texas, que faz fronteira com o México, e é narrada sob o ponto de vista de Aristóteles, ou “Ari”.

Ari conhece Dante na piscina pública na cidade, aonde foi mesmo sem saber nadar. Dante se oferece para ser seu professor e, apesar de ser fechado a amizades e um pouco tímido, Aristóteles confia no outro garoto e aceita a oferta. A partir de então, suas histórias se entrelaçam cada vez mais.

Apesar de serem adolescentes, Dante mostra ser tudo “mais” que Ari. Dante é mais inteligente, mais seguro de si, mais espontâneo, mais corajoso, tem os pais mais legais (mas isso é só à primeira vista), lê mais livros… Enquanto Aristóteles não tem muita certeza de nada, seu pai ainda tenta superar traumas vividos na guerra e, por isso, não se abre muito com o filho, possui um irmão mais velho que está preso e é assunto proibido em casa, e não se dá muito bem com suas irmãs. Enfim, ambos possuem questões de vida muito diferentes.

“Será que todos os garotos se sentiam sozinhos? O verão não era feito para garotos como eu. Garotos como eu pertenciam à chuva.”

Com o passar do tempo, até os pais dos garotos se tornam amigos, fazendo com que eles se aproximem ainda mais. E, então, acontecem coisas que os fazem se afastar. Os garotos brigam, fazem as pazes, preocupam-se, sentem falta um do outro e vivem experiências juntos. Porém, a narrativa é ainda mais profunda que isso.

Dei cinco estrelas para o livro porque me senti muito envolvida com os personagens. O final, apesar de ser o que eu esperava, não foi como eu esperava, o que considero algo bom. Foi uma leitura extremamente gostosa. Possui momentos de reflexão interessantes e, apesar de ser relativamente curto, os personagens crescem muito com o passar das páginas.

Um livro que fala de várias maneiras sobre se conhecer e se aceitar, e sobre o fato de que, no fim, talvez o maior segredo do universo seja o amor.

“Aposto que às vezes é possível desvendar todos os mistérios do universo na mão de uma pessoa.”

Um comentário:

  1. Nunca tinha ouvido falar sobre o livro, mas depois dessa resenha FIQUEI COM MUITA VONTADE DE LER!!!! Parece aquele tipo de leitura gostosa que a gente nem sente o tempo passar, procede? Amo histórias assim e resenhas que me despertam essa vontade de correr pra comprar o livro já. <3

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.