ISBN: 8501050318 
Título: Talvez Um Dia 
Autora: Colleen Hoover
Ano: 2016
Páginas: 368
Idioma: Português
Editora: Galera Record
Gênero: New Adult, romance
Nota: 4/5
Sinopse: Um dos livros mais comentados de 2015, nos Estados Unidos, este é mais um sucesso arrebatador de Colleen Hoover, autora das séries Slammed e Hopeless. Sydney acabou de completar 22 anos e já fez algo inédito em sua vida: socou a cara da ex- melhor amiga. Até hoje, ela não podia reclamar da vida. Um namorado atencioso, uma melhor amiga com quem dividia o apartamento... Tudo bem, até Sydney descobrir que as duas pessoas em quem mais confiava se pegavam quando ela não estava por perto. Até que foi um soco merecido. Sydney encontra abrigo na casa de Ridge. Um músico cujo talento ela vinha admirando há um tempo. Juntos, os dois descobrem um entrosamento fora do comum para compor e uma atração que só cresce com o tempo. O problema é que Ridge tem uma namorada, e a última coisa que Sydney precisa agora é se transformar numa traidora. 

Eu não me canso de dizer que a Colleen Hoover é minha autora preferida de todo o Universo, sério! De todos os livros que li dela creio que ''Talvez Um Dia'' foi o que mais trouxe reflexões e, devo dizer que também cutucou um pouco a ferida, ou melhor, minhas crenças. 

Narrado em primeira pessoa alternadamente entre Sidney e Ridge conhecemos  seus cotidianos – até que a vida de ambos se esbarram. A vida de Sidney não poderia estar pior! Recentemente descobriu que o seu namorado, com quem acreditava que passaria o resto da vida, a traía. E pasmem, a situação pode ser ainda pior: com sua melhor amiga. Tudo enquanto ela não está em casa ou até mesmo no banho. Acontece que Sidney não descobre sozinha, quem lhe conta o que vem acontecendo pelas suas costas é Ridge, seu vizinho de frente.  O mesmo que Sidney todos os dias, às oito da noite, observa tocar na varanda e, também inventa letras para suas melodias. 

Sidney não só descobre sobre a traição, como a descobre no dia do seu aniversário de 22 anos e, ainda não tem a mínima ideia sobre para onde ir. Quem a salva é Ridge. Em troca de abrigo, ela o ajudará a compor músicas para a banda de seu irmão. Ridge tem um talento indescritível para tocar e compor, porém está passando por um bloqueio criativo que parece estar longe de acabar, então Sidney surge em sua vida exatamente no momento certo – ou melhor, até então é o que ele pensa.

Inicialmente, não há maldade alguma entre ambos. A conexão musical que existe entre os dois é realmente admirável, juntos eles vão longe e várias músicas são criadas em pouco tempo. Porém, a situação muda quando uma conexão além do musical surge. E é aí que mora o problema e uma luta constante é travada internamente entre eles. Ridge namora há cinco anos e, acredita que Maggie é o amor de sua vida, que não existe a possibilidade de alguém ser mais certo para ele do que ela. Sidney de forma alguma pretende torna-se uma Tori – sua melhor amiga -, na verdade, abomina a ideia de fazer com alguém o que seu namorado e melhor amiga fizeram consigo. 

Outro aspecto que conquistou meu coraçãozinho é o fato de apesar de Ridge ser surdo, ele não encarar isso como uma limitação e sim como uma maneira diferente de enxergar o mundo. E é ainda mais incrível a forma como ele nos passa isso ao longo da leitura. É, literalmente, impossível não se apaixonar por sua personalidade e por sua garra ao encarar os acontecimentos de seu passado que lhe ajudaram a se tornar quem é atualmente.

O amor que surge entre Sidney e Ridge realmente é digno. Ao contrário de grande parte dos romances fictícios que encontramos por aí, esse parece realmente real e palpável, não sendo somente algo da idealização de nós seres humanos. Inicialmente, me peguei extremamente relutante e, em inúmeros momentos quis não ter começado essa leitura, já que a traição e o triângulo amoroso são temas absurdamente presentes no livro e, que ainda tenho uma certa dificuldade em os digerir. Mas, uma coisa devo dizer: essa leitura tem muito ao que acrescentar! Esse é um exemplo de livro que nos transforma, sem dúvidas, eu não comecei e terminei essa leitura da mesma forma. 

Recomendo-o para quem deseja ser realmente transformado por uma leitura e terminar a leitura questionando as próprias crenças – claro, de uma foma que só tenha a acrescentar. Para quem deseja livrar-se das amarras dos pré julgamentos e mergulhar fundo em uma história repleta de superação, dor, lealdade, reflexão e muitos altos e baixos.

22 Comentários

  1. Oi, Mari!
    Adoro os livros da Colleen. <3
    Ainda não tive a oportunidade de ler esse, mas quero muito.
    Apesar desses clichês de triângulo, sei que os livros da Colleen não ficam só nisso, ela sempre tem outros objetivo em frente. E sempre nos emocionam. <3
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  2. Que bacana! Um protagonista com uma dificuldade que não deixa se abater por ela, muito legal! Já estou com pena da namorada dele, porque já shippei o casal quando você mencionou que ela fazia letras para as melodias dele. Que coisa mais linda! Me interessei!

    ResponderExcluir
  3. Eu sou louca pra ler esse livro, sempre ouvi falar muito por aí e a história parece ser muito boa, daquelas que prendem de verdade! Adorei sua resenha!

    www.memoriasdeumaleitora.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oie! Tudo bem?
    Não é de hoje que leio criticas positivas dos livros dessa autora e a sua não foi diferente, nunca li nada dela, mas tenho bastante vontade, mas por hora não sei por qual começar a ler, espero que futuramente eu encontre um livro dela que me diga é esse! kkk
    Bjss

    ResponderExcluir
  5. Oii
    Eu sou apaixonada pelas obras da autora e é claro que esse titulo esta na minha lista de queridinhos.. eu amo esse enredo e personagens.. claro que adorei poder conferir suas impressões a respeito desse livro tao emocionante.
    beijos

    ResponderExcluir
  6. Mari, na minha opinião, esse é o melhor livro da Collen. Acho que ela caprichou muito na história e nas musicas e não dá pra passar imune ao ouvir cada canção. O triangulo amoro me cansou um pouco, mas amei demais o final!!!
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Uau, finalmente uma resenha que parece mais completa sobre esse livro. Acredita que não sabia sobre a existência de um personagem surdo no enredo, por exemplo? Diferente de você, flor, nunca li nada dessa autora, mas espero que ela venha a se tornar realmente brilhante para mim depois de conhecer seus livros. É claro que esse, em especial, já está na minha lista.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.com.br

    ResponderExcluir
  8. Ahh,como amo Colleen, ela sempre surpreende a gente de uma maneira tremendamente positiva e que nos arranca suspiros. Acho que esse é o unico livro dela que ainda não li, eu não sabia que o rapaz era cego e isso com certeza dá um toque a mais na leitura.

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem? Nunca li nada da autora, porque não gosto de romance, mas esse foi um que me interessou pelo fato de o romance ser mais realista e palpável, gosto disso. Acho que o triângulo amoroso realmente me incomodaria, mas no final valeu a pena né?


    ourbravenewblog.weebly.com
    Participe do nosso TOP COMENTARISTA valendo um livro JANTAR SECRETO do autor Raphael Montes :)

    ResponderExcluir
  10. Olá, ainda não li nada da Collen, mas quero muito ler.
    Fico contente ao saber que o livro nos faz refletir sobre certos temas, e que pode até mesmo nos transformar com sua história. Eu amo histórias que envolvam músicas, então é mais um motivo para eu querer ler esse livro.

    ResponderExcluir
  11. Oie
    como amo a autora mas infelizmente não li nada mais dela por falta de oportunidade, e to louca por esse, aprece ser muito amor o livro, e adorei sua resenha, bela dica

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá!! :)

    Não conhecia este livro mas houve uma altura emq eu quis ler algo da autora, contudo isso acabou por passar...

    Bem acho ótimo que tenhas gostado e sentido mesmo a relação entre os personagens, numa leitura com tantos sentimentos a mistura! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  13. Oii Mari, tudo bom? A Colleen também é uma das minhas autoras favoritas, simplesmente amo seus romances. Talvez Um Dia foi uma leitura encantadora e inesquecível. Impossível não se apaixonar!! Sua resenha ficou ótima :D
    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Oi.

    Li esse livro ano passado e foi uma ótima leitura. Gosto de tudo que a Colleen escreve, sou apaixonada pelos livros dessa mulher. Fiquei muito feliz por ter lido esse livro, gostei muito dele. Agora estou esperando o próximo dela.

    ResponderExcluir
  15. Oi, Mari

    Peço que me perdoe, mas não li sua resenha. Eu não leio nem as sinopses dos livros da CoHo, gosto de ser totalmente surpreendida por ela, e como não li este livro ainda não pude ler a resenha, pois não quero saber nada sobre a história. Mas li o último parágrafo e gostei quando vc falou sobre ser transformado pela leitura, só me deixou com mais vontade de ler.

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Adoro histórias de amor que tem uma reflexão no meio, esse livro está na minha lista a um tempo e só estou esperando a oportunidade, pois ainda não li nada da Colleen e essa seria uma ótima forma de iniciar; meus parabéns pela resenha.
    Beijos,Lari.
    Segredosdeumacerejeira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Esse foi o meu primeiro contato com a Colleen e eu agradeço aos céus por isso. Eu AMO esse livro de todo coração.
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  18. Gostei bastante da resenha, esse é o livro da coleen que eu mais tenho vontade de ler e essa sua resenha me influenciou bastante a lê-lo logo , saber que ele mudou você um pouco e mexeu com seus pensamentos e a levou a refletir são pontos enormes, espero que tenha uma experiência tão boa quanto a sua

    ResponderExcluir
  19. Olá,
    Também tenho que dizer que a autora é uma das minhas preferidas, pois consegue construir enredos que me prendem do inicio ao fim sendo originais e inusitados.
    Até agora esse é meu livro favorito da autora pelo fato de abordar música de uma forma que ainda não tinha visto: através da sensibilidade de uma pessoa surda que ama a música e almeja senti-la.
    Ridge me fez ficar apaixonada!!

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  20. Até hoje dessa autora só li Ugly love, o qual até posso dizer que gostei muito. Tenho muita vontade de ler outros de seus livros e depois de tantos elogios, esse é definitivamente um deles.

    Gostei muito de suas impressões por gostar muito de leituras que me acrescentem atraves de reflexões. Ótima indicação!
    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  21. Oi, tudo bem?
    Eu nunca li nada da Collen, infelizmente.
    Não sei nem por onde começar, todas as obras são bastante elogiadas. Ridge parece ser um personagem bastante cativante, e a representatividade que o personagem trás é algo que sempre deve ser elogiado.

    ResponderExcluir
  22. Olá!!
    Da Colleen li somente um livro e achei até bonzinho,e como estou vendo vários comentários super positivos com relação a esse livro estou até com vontade de fazer essa leitura,pois pela sinopse e resenha até que simpatizei com Sydney e Ridge achei um casal bem diferente!! Incluí esse livro nas minhas leituras desse ano como são tantos..hahaha...espero ler até o final do ano =P

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/2017/02/resenha-e-viveram-felizes-para-sempre.html#comment-form

    ResponderExcluir