| RESENHA #105 | INTERGALÁCTICA, F. P. TROTTA

ISBN-10: 8566464567
Título: Intergaláctica
Autor: F. P. Trotta
Ano: 2015
Páginas: 279
Idioma: português 
Editora: Livros Ilimitados
Gênero: Ficção Cientifica
Nota: 4/5
Livro cedido em parceria com o autor. 
Sinopse: Uma conspiração para controlar o rumo da mais importante expedição espacial da história da humanidade. 3 de Maio de 2031 - No dia de lançamento da aguardada expedição da NASA para explorar a lua de Júpiter, uma das candidatas para habitar vida extraterrestre, a psiquiatra Amanda Collins acorda de um coma após meses batalhando contra uma meningite aguda.Junto com seus pacientes Stryker, Ripley e sua amiga Lina, eles descobrem que fazem parte de um crescente quebra-cabeça envolvendo uma corporação geopolítica underground chamada A Firma, que planeja sabotar a missão, usufruindo de uma nova tecnologia para saquear a nave e destiná-la para um planeta habitável localizado dezessete anos luz da Terra. O quarteto então inicia uma operação para descobrir a verdade por trás da conspiração, mergulhando de cabeça na maior expedição planetária da história da humanidade. 

Intergaláctica é o primeiro livro de uma trilogia, escrito pelo F. P. Trotta e publicado no Brasil pela Livros Ilimitados.  Conheci a história através do autor, que entrou em contato comigo no Instagram perguntando se eu topava uma parceria. Analisando a premissa do livro, é claro que eu topei, sci-fi é um dos gêneros queridinhos da vida! O que encontrei em Intergaláctica, foi uma história consistente, cheia de suspense e muito bem escrita.

Amanda é a nossa protagonista e começamos a história com ela ainda criança, com precisamente 9 anos. Seu pai, Oswald, um homem da ciência, passava a maior parte do tempo em seu laboratório, explorando, criando e desafiando a ciência. Com a ausência do pai, Amanda sempre sentiu uma carência em relação ao seu laço paterno, e quando ela vê uma luz surgindo do laboratório de Oswald, ela vai em direção a ela. No entanto, o objeto luminoso desconhecido, era algo tremendamente perigoso, mas com a curiosidade de uma criança, Amanda tenta pegá-lo, mas acaba derrubando-o e deixando seu pai furioso. 

Após um momento perigoso que Amanda passou, sendo usada como experimento por seu pai, ele acaba fugindo dele juntamente com Shirley, a empregada doméstica da casa, para bem longe dele. Mais de 20 anos se passaram desde então, Amanda está com 30 anos, é uma psiquiatra de sucesso e terá a coragem, juntamente com seus amigos, de enfrentar seu pai e tentar salvar o Planeta da terrível máquina que ele cria secretamente em seu laboratório. 

"Existem uma eletricidade na Lua. Um pulsar, uma magia, uma energia. Um transe envolvente diferente do Sol. A Lua é para o que não é visto, para coisas feitas nas sombras e debaixo da névoa. É para corações selvagens e mentes despreocupadas. É aonde os planos são feitos em corredores escuros e segredos são revelados debaixo da fraca luz entrando pela persiana fechada. É quando os fugitivos escapam e as crianças fogem. É quando os que sofrem tomam sua vida e os solitários buscam conforto. É de noite que vemos nosso desejos verdadeiros. Refletimos em nossos momentos infelizes e as vontades que são cegadas pelo sol. É quando viramos poetas e filósofos, mártires e assassinos. A noite é para paixão. Para fanatismo, romance e perigo. É quando nossos lados mais reprimidos saem para brincar debaixo do olhar livre de julgamentos... das estrelas". 

Com quase 300 páginas, eu divido esse livro em duas instâncias: a primeira parte, com um ritmo mais lento e com diálogos longos. E a segunda parte: frenesia total e muita ação. Comecei o livro tranquilamente, afinal, não sabia muito o que esperar da história. Particularmente, achei a narrativa um pouco cansativa no começo e até mesmo um pouco inconsistente. Boa parte das primeiras 120 páginas, são recheadas de diálogos extensos entre a protagonista Amanda e seus amigos, Lina, Ripley e Stryker. A personalidade da protagonista foi uma confusão para mim, porque eu não conseguia enxergá-la como a pessoa que o autor queria passar. Todavia, com o desenrolar da história, consegui criar mais empatia por ela, mas ainda assim, não senti firmeza em sua personalidade.

Como toda boa ficção cientifica, aqui estamos em uma sociedade com a tecnologia mais avançada. A ciência já descobriu mais coisas e o ser humano é teoricamente mais evoluído. Toda a história gira em torno da infiltração do grupo e do desejo de salvar o Planeta daquele desastre que Oswald está prestes a fazer. Gostei bastante do desenrolar do plot principal, o tema é bem interessante e foi bem trabalhado. O autor explica as coisas, principalmente no começo da história, e isso torna tudo mais claro ao decorrer dos acontecimentos. 

É um livro cheio de conspirações, teorias e tudo aquilo que amamos na ficção cientifica. Apesar de eu ter demorado para engrenar na história, depois que peguei o ritmo, a leitura fluiu bem e o resultado final foi satisfatório. O livro é narrado em terceira pessoa, o que me agradou bastante, e carrega um tom irônico e sarcástico muitas das vezes. 

Eu gostei bastante do ritmo final do livro. A história ganhou mais vida, os personagens se destacaram mais e o clima pesado e conspiratório aumentou. Para fãs de ficção cientifica, F. P. Trotta entregou um prato cheio e para aqueles que ainda possuem vontade de começar a ler o gênero, digo que é tranquilo de ler. 

22 comentários

  1. Olá, Anelise! Adoro ficção científica e achei bem curiosa essa relação da Amanda com o pai, ainda mais quando ela decide enfrentá-lo para evitar que ele consiga o que quer com seu projeto. Mas confesso que só pela sinopse e pela resenha não consegui pegar a essência do livro, acho que precisaria ler a obra para entender o foco da história e o projeto de cada grupo. Beijos.

    thehouseofstorie.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Uma coisa que me desanima nesta leitura seria o fato dele ser parte de uma trilogia, mas confesso que fiquei curiosa com a parte que você diz que a leitura é frenética, porque eu gosto muito disso. Anotei a dica.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oie!
    Como é uma trilogia, eu vou esperar a publicação dos próximos livros para ler sem precisar esperar a publicação.
    Confesso que não gosto muito quando o inicio da história é lento, mas só de saber que depois o ritmo muda, já fiquei mais animada.
    Gostei da dica.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  4. Oi querida,
    Eu adorei a resenha. Nunca parei para ler nada do autor, sabia que muitos leitores adoraram a sua obra, mas nunca li (ainda ♥ ).

    Ademais, acabei de saber que é uma trilogia e vamos concordar que é uma ótima leitura para quem gosta de ficção. Logo mas eu vou procurar o livro e ler, espero gostar do livro.

    P.S eu queria ver fotos do livro, nunca vi nada :(

    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir
  5. Olá!! :)

    Eu não conhecia este livro mas li a sinopse e fiquei logo conquistado! :) Entao depois de ler a tua resenha acerca dele...! Nossa!!

    Bem eu amo ficção cientifica, e especialmente essas teorias e conspirações!! :) Que bom que apreciaste o ritmo do livro, com especial destaque do final! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  6. Olá. Vocês acreditam que em todos os meus anos liveescos eu nao li quase nada de ficacao científica? Acho que não me chama muito atenção. Esse porém eu gostei da premissa e achei ate pequeno se comparado aos outros da serie. 300 páginas e até pouco. Quem sabe um dia não leio né?

    ResponderExcluir
  7. Ola
    Não conhecia a obra/autor.
    Gosto de ficção científica, mas sempre acabam sendo séries longas, cheia de arcos. Mas essa sendo uma trilogia, já vejo q não será imensa heheh Costumo esperar sair todos antes de começar a leitura, salvo algumas exceções.
    Vi que vc fala na resenha sobre ter um ritmo mais lento no início e depois muda. Mas acho até normal, pq é o primeiro livro, então tudo bem ser assim.
    Dica anotada.
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem?
    Pelo que vi na sua resenha, o inicio do livro é muito parado e seria uma leitura mais lenta pra mim, e no momento estou fugindo de livro assim, estou querendo livros que me prendam mais no começo, e livro com muitos detalhes assim demoram mais pra me prender. Todavia, adorei a sua resenha, e a obra parece ser bem interessante, mas no momento eu não a leria.

    ResponderExcluir
  9. Oie,
    Nunca vi nada sobre o livro, e confesso que não me interessei pela leitura, a premissa já não me chamou a atenção e ainda é lento no inicio, então não tenho interesse na obra.
    Apesar disso, sua resenha está muitoo boa!
    Beijos
    Bru, Cantinho da Bruna

    ResponderExcluir
  10. Olá Anne,
    Já ouvi muitos elogios para esse livro, mas ainda não tive a oportunidade de ler. Fiquei muito satisfeita ao ler sua resenha e, principalmente, por conhecer alguns pontos fracos que a obra possuí. É uma pena que você não tenha sentido a personagem incorporada na personalidade descrita pelo autor. Também é bem ruim o começo da história ter sido mais lento e com grandes diálogos, mas é um ponto muito positivo o final ter sido melhor.
    Essa é uma obra que tenho curiosidade de ler, mas que é algo que não farei imediatamente.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. oie, eu não gosto de ficção científica por isso o enredo não me atraiu, mas que bom que você achou uma história consistente e apesar dos percalços no começo da história como os diálogos longos e a personalidade confusa da personagem o fim valeu a pena. tomara que os próximos livros sejam tão bons quanto esse.

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem?
    Geralmente o que me incomoda no gênero sci-fi é os termos técnicos e científicos que me deixam confusas. Mas a história desse é tão interessante e .E deixou curiosa para saber que máquina é essa que o pai da protagonista está construindo que pretendo ler em breve.
    Bj

    ResponderExcluir
  13. Olá Anelise,
    adoro filmes e séries de ficção, sci-fi é um dos canais que adoro rsrs
    No entanto, não gosto de livros do gênero, não me pergunte pq, eu também não sei.
    Gostei bastante da sua resenha, o enredo parece ótimo na segunda parte rsrsrs, mas vou passar a dica.

    Beijos,
    Anne
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  14. Oi, Ane

    Já me deparei com diversas resenhas sobre este livro. No geral todas são positivas e elogiam a história. Eu não curto ficção científica, então acho que não me arriscaria a ler, pelo menos não no momento. Não estou na vibe de sair da minha zona de conforto, sabe?
    Que pena que houve isso em relação a personalidade da protagonista, mas acredito que vai da empatia mesmo.

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Oiii,

    Meninaaa que capaa lindaaaa, foi a primeira coisa que me chamou a atenção rs, mas não sou muito fã de ficção cientifica assim e admito ter dificuldade com livros que tem o inicio lento, eu acabo ficando com extrema preguiça e desistindo rs.
    Mas de uma forma geral parece ser uma história interessante, apesar de a personalidade da personagem não te convencer rs

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com/

    ResponderExcluir
  16. Olá Ane =)
    Eu não conhecia o livro, mas gostei bastante de conhecer através da sua resenha. Através da sua resenha pude perceber os pontos fortes e principalmente os pontos fracos do livro. Que chato que você não gostou muito das personalidade a personagem. E também o livro de sido meio que arrastado no incio por conta dos grandes diálogos. Mas que bom que não final o livros teve seus pontos positivos. Beijos'

    ResponderExcluir
  17. Olha, eu adoro ficção científica, mas algumas coisas me deixaram bem em dúvida se leria ou não: primeiro, o pai da protagonista tê-la usado como experimento, eu ia ficar muito irada com isso; a segunda coisa foi você não ter sentido firmeza na personalidade da protagonista, o que pra mim seria muito mais problemático porque normalmente coisas assim fazem com que não me envolva com a leitura... Por enquanto não vou ler.

    ResponderExcluir
  18. OI Anelise
    Eu náo tenho costume de ler livros de ficção cientifica, mas gostei muito dos que li.
    Gostod e intercalar este tipo de leitura com outras como romance, crônicas, entre outros.
    É bem legal quando o livro te surpreende ne? Mais ainda quando o autor propõe parceria!
    Temos ótimo escritores nacionais.
    Adorei sua resenha e ja coloquei o livro na minha lista
    Bjs

    www.maeliteratura.com

    ResponderExcluir
  19. Olá!

    Sempre vejo esse livro no feed do insta, e apesar de ter uma certa curiosidade em relação a história, ainda não tive a oportunidade de ler o livro. Suas impressões me deixaram ainda mais curiosa em relação a história, e sei que não é a única a elogiar a obra. Desejo muito ler esse livro, mas com o corre-corre de fim de ano pode demorar um pouco.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. Oi Anelise, faz muito tempo que não leio uma boa ficção científica e, no início da sua resenha pensei que talvez esse livro seria uma boa opção. Uma pena ele ter uma característica arrastada no início, deveria ter sido dinâmico como parece ser a segunda parte do livro. Adoro livro que me deixa ansiosa para continuar lendo, então vou anotar sua dica, mas provavelmente vou esperar um pouco para ler! Abraços

    ResponderExcluir
  21. Oiee Anelise ^^
    Eu ainda não conhecia esse livro, mas, infelizmente, nada nele me chamou a atenção *-*primeiro que eu não gostei da capa (juro que tento não julgar pela capa, mas às vezes não dá), e segundo porque eu não gosto de ficção científica, então essa coisa toda de conspiração, tecnologia e teorias não é comigo, não. Mas fico feliz em saber que você gostou, e espero que os outros livros da trilogia também sejam bons assim :)
    MilkMilks ♥
    Milkshake de Palavras

    ResponderExcluir
  22. Olá!
    eu não conhecia o livro e a história me pareceu bem construída. Fiquei intrigada para saber que máquina é essa que Oswald cria e se Amanda vai conseguir detê-lo. Sua resenha está muito bem escrita e se tiver oportunidade vou ler o livro.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir