| RESENHA #98 | SEEKER - A GUERRA DOS CLÃS, ARWEN ELYS DAYTON

quinta-feira, outubro 27, 2016
 ISBN-10: 8568263402
 Título: Seeker: a Guerra dos Clãs
 Autora: Arwen Elys Dayton
 Ano: 2016
 Páginas: 416
 Idioma: português
 Editora: Fantástica Rocco
 Gênero: Fantasia
 Nota: 
 Livro cedido em parceria com a editora.

Sinopse: Primeiro da trilogia de mesmo nome, que marca a estreia da autora Arwen Elys Dayton na literatura young adult, Seeker – A guerra dos clãs é uma fantasia épica com toques de ficção científica perfeita para fãs de séries como Jogos Vorazes, Divergente e Jovens de Elite. A história gira em torno da jovem Quin Kincaid, treinada para se tornar uma Seeker e lutar ao lado de seus companheiros para proteger os injustiçados, levando luz para um mundo mergulhado na escuridão. Na noite de seu juramento, porém, quando está prestes a honrar seu legado e iniciar sua missão, Quin descobre que ser uma Seeker não é bem o que ela havia imaginado. E mesmo sua família e seu grande amor não são exatamente como ela acreditava. A jornada de Quin Kincaid em busca de sua verdadeira identidade vai começar. Uma saga memorável, protagonizada por uma heroína inesquecível.

Fantasia sempre foi um dos gêneros que eu mais gostei de ler, justamente por causa do universo criado e das coisas novas que podem ver em um mundo “irreal”. Em Seeker: A Guerra Dos Clãs, temos a história de Quin, uma adolescente que fez o seu juramento para se tornar uma seeker, pois é seu legado, faz parte de quem ela é. Como seeker, ela lutará ao lado de seus companheiros, John e Shinobu para proteger os injustiçados. Desde os primórdios, pessoas com habilidades treinadas, são designadas para cuidar das pessoas do mundo, mas ea nunca sabem quem são eles. 

Os Seekers possuem uma arma/objeto/artefato que lhes da o poder de descobrir caminhos entre o véu do tempo e do espaço e assim cumprir seus objetivos de cuidar da humanidade. No entanto, na noite do juramento uma coisa muito terrível e diferente do que Quin esperava aconteceu e mudou todo o rumo de sua vida. O que ela antes acreditava, agora ela tinha dúvidas. Uma guerra virá e um herdeiro quer o seu legado construído e o nome de sua família restituída.

Você pode notar a semelhança de Seeker com Os instrumentos mortais, mas garanto que são apenas detalhes inspirados, a ambientação e personagens são totalmente diferentes. Comecei a ler esse livro, mas foi muito difícil termina-lo e ainda tive uma pequena ressaca literária por causa dele.

O livro é narrado em terceira pessoa e alterna os capítulos com cada personagem importante para a história. Temos Quin, Maud, John, Shinobu e outros personagens que aparecem para contar seus pontos de vistas perante aos acontecimentos. Eu adoro esse tipo de narrativa e me agradou muito esse elemento usado pela autora.
"Sem controle, John rangia os dentes. Ele viu as fagulhas do despedaçador voando em sua direção, mas quase não conseguia mexer as pernas. Com enorme esforço, lançou-se ao chão, aterrissando como um saco de tijolos". Pág. 119.
A autora tem uma escrita muito madura, não contendo nenhuma palavra mais erudita, mas ainda assim não é nada mastigado e superficial. Mesmo a história sendo interessante, ela não é envolvente. E é por isso que eu dei três estrelas para essa obra. Para mim, uma boa história pode ter  todos os elementos bem feitos e produzidos, personagens bem construídos, ambientação feita da maneira certa, mas se ele não for empolgante e me envolver, ele não funciona. E essa história não me envolveu. 

Eu esperava mais desenvolvimento do relacionamento de Quin com John e que a autora explorasse mais algumas alternativas de enredo que ela tinha em mãos, mas acho que ela não o fez para os próximos volumes da trilogia. Eu não posso dizer que o livro é ruim, longe disso, mas a história não me empolgou e acredito que a autora tenha criado situações e mistérios vazios que não acrescentaram na trama principal.

Os personagens são interessantes, mas o mistério todo fica com Os Pavores, personagens que rondam a Fazenda e que não sabemos muito deles. Quin é uma protagonista previsível, o que não me agradou, pois a achei sem graça. Temos John, que talvez carregue a história sozinho, pois foi o único que eu vi uma motivação coerente.

Em suma, Seeker é um bom livro de fantasia, mas que depende muito da percepção do leitor perante a história. Para mim, algumas situações não funcionaram e deixaram o livro maçante de ler, mesmo acontecendo várias coisas intensas durante todo o livro (que na maioria das vezes não acrescentaram muita coisa). Eu o indico para os amantes do gênero e para quem quer se aventurar em um mundo bem diferente.

20 comentários:

  1. Olá
    Eu tinha visto esse lançamento, e agora me arrependo de não ter solicitado. Eu adoro literatura fantástica, mas confesso que na hora não dei muita atenção para ele. Adorei poder conferir sua resenha, e realmente gostaria de poder ler também. Essa habilidade dos seeker realmente me lembrou instrumentos mortais, mas ainda bem que é apenas inspiração mesmo. Uma pena que para você o livro tenha se tornado um pouco maçante, devido ao que você comentou.
    Beijos, Fer - www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Eu já conhecia essa história pois vi e li sua sinopse no Facebook da editora. Confesso que fiquei bem empolgado com o que li, mas é uma pena que a autora não conseguiu lhe envolver com essa obra, as vezes isso acontece comigo e é bem decepcionante rsrs. A capa dessa obra está magnífica, e assim que conseguir item pó eu irei lê-la e tirar minhas próprias conclusões sobre a mesma, pois como você disse: Depende da percepção do leitor rsrs. Até mais vê
    Bjks

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Eu já conhecia a base do livro, mas ainda não tinha lido nenhuma resenha sobre ele. Fiquei bem curiosa com a sua, já que você comparou com Os Instrumentos Mortais - o que me anima, e muito! -, mas no final disse que não gostou tanto e que a trama não a envolveu. Eu amo fantasia, por isso esse é um livro que tinha me chamado a atenção, mas saber que a autora não conseguiu prender o leitor e ainda traz personagens que são previsíveis demais me deixa um pouco desanimada. Espero que a saga melhore nos próximos livros e que a autora consiga resgatar o enredo :)
    Beijos!

    www.beyondbluedoors.com

    ResponderExcluir
  4. Quando eu li a sinopse do livro, fiquei muito animada pra ler, pois tem todos os elementos que um livro poderia ter pra me conquistar, e foi como você disse, pode ter tudo certo na trama e tudo mais, mas se não me envolver (como não me envolveu) pra mim não funciona também.
    Não pretendo ler a continuação, mas espero que melhore nesse quesito.

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem?
    Eu estava curiosa sobre esse livro, gosto bastante de fantasia e faz tempo que não leio uma história com esse tipo de ambientação, mas é uma pena que a história não tenha funcionado para você como esperava e que não te envolveu. Para mim uma história tem que ser envolvente para me prender até a última página e o fato de saber que o livro tem mistérios vazios que não acrescentam em nada à trama original, me desanimou um pouco. Irei ler para tirar minhas próprias conclusões, mas não tão em breve. Adorei a sua resenha sincera.

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  6. Oie...
    Ainda não conhecia esse livro, mas, gostei bastante do que li! Não sou muito fã de fantasia, mas, foram tantos detalhes em sua resenha que me agradou que acho que seria uma ótima leitura, por isso, decidi botar nos desejados.
    Adoro quando a autora aborda pontos de vista de vários personagens, pois, assim dá uma percepção melhor da história.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Que balde de água fria você me deu! Socorro! hahaha Ia começar a obra essa semana, e claro que ainda vou, mas fiquei chateada de saber que não é uma história envolvente.
    Esse é aquele momento que eu torço para que você só estava em um dia ruim e por isso não curtiu tanto. :( hahahaha
    Bem, a premissa é interessante, mas já sei que é bom ler sem muiiitas expectativas.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  8. Olá.
    Eu também gosto de livros de fantasia, justamente por sua característica de criar outras realidades.
    Achei um ponto positivo o ler ter alternância de narrativas, desse modo, não vemos a história por um único olhar.
    Uma pena que o livro não tenha te envolvido, também concordo que um livro só por ser de fantasia, não deixe de precisar ser minimamente crível.
    Abraços.

    Papel, Palavra, Coração

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Diferente de você, não gosto muito do gênero. Até hoje, li poucos livros e não me senti atraída por quase nenhum.
    Gostei muito da sua resenha e da sua sinceridade e acho que toda a leitura é assim, depende muito da percepção de cada leitor. Achei bacana a escrita da autora ser madura, mas, ainda assim, não me sinto convencida a ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Realmente, se não nos empolgamos com a narrativa, complicada um pouco. O que me chamou atenção durante a resenha, foi saber que o livro é narrado por vários personagens. Gostei disso.
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Helloo, tudo numa nice?!
    Quando vi esse livro fiquei super curiosa porque o meu gênero da vida ever é fantasia e eu estava ansiosa para lê-lo. Não é só você, mas muita gente também não curtiu a obra segundo o que noto das estrelas dadas no skoob e goodreads. Ainda assim eu pensei em ler porque estava curiosa. Eu não li resenha alguma senão essa da obra porque gosto de tirar minhas próprias conclusões. É uma pena que a autora não tenha trabalhado melhor sua estória. Eu nem tinha pensado e associados em Instrumentos Mortais de forma alguma ahaah apesar de eu ter lido e assistido ao filme. Eu ainda vou ler essa obra, mas com expectativas ainda menores e vou dar um tempo para depois conferir.
    Beijin...

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem?

    Já havia lido algumas resenhas sobre "Seeker: a Guerra dos Clãs" e as opiniões realmente estão muito divididas ( e extremas )

    Não sei se leria por agora pois no momento não estou me adaptando bem à gêneros como este.

    Hoje deixo sua dica passar mas sua resenha está muito legal, apontando bem as qualidades e pontos falhos da obra!

    (:

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Eu amo fantasias e fiquei sabendo sobre esse lançamento e fiquei muito curiosa, mas agora lendo a sua resenha eu fiquei um pouco desanimada porque eu concordo totalmente com você, não adianta a história ter todos os elementos necessários se ela for maçante. Talvez a autora melhore isso no próximo volume, assim como deve melhorar o romance, então acho que vou esperar sair o segundo e ver se vale a pena.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Oi Anne, difícil ler livro que não empolga, né? Também tenho esse problema, ainda mais se resulta em ressaca. No exato momento estou lendo um assim, a duras penas, sofrendo em cada capítulo. Também gosto de fantasias, e Seeker me chamou atenção já na capa. Uma pena não ser tão bom quanto promete! Abraços

    ResponderExcluir
  15. Oi
    Não conhecia esse livro, mas infelizmente não chamou minha atenção.
    Não sou tão fã de fantasia e só arrisco a leitura quando dizem que realmente vale a pena ler. E senti pela sua resenha que o livro não empolga e deixa a desejar.
    Mas livros melhores virão.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  16. Puxa, que pena que o livro não conseguiu te envolver nem te empolgar! Estou lendo agora e por enquanto estou gostando muito, ao contrário do que aconteceu com você o enredo conseguiu me prender de verdade e me transportar pra dentro dele (mas ainda estou começando o Interlúdio). Estou curtindo os personagens por enquanto, não estou achando a Quin sem graça não. Vamos ver o que me acontece, espero curtir mais do que você.

    ResponderExcluir
  17. Olá
    Eu confesso para você que eu não conhecia esse livro, mas amei a capa simplesmente fantástica.
    Diferente de você, fantasia não é o meu jeito preferido, por conta disso, não sei se leria esse livro no momento justamente pelo fato de você ter dito que teve momentos massantes e tal então tenho receio de a leitura não seja muito favorável para mim

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  18. Olá =)
    Fantasia também é o gênero que mais gosto de ler. Apenas assisti o filme de "Os instrumentos mortais", ainda quero ler, mas gostei e se esse livro tem inspiração dele deve ser bom. Que chato que a história não te empolgou. A resenha está ótima, o blog é encantador. Beijos'

    ResponderExcluir
  19. Olá
    Tudo bem?
    Eu já conhecia o livro não lembro bem de onde pode ter sido em posts da editora mais lembro que gostei muito da sinopse eu gosto de fantasias na verdade é o meu gênero predileto então eles estão sempre um passo a frente na minha lista.
    Adorei saber das suas impressões ainda que você não tenha gostado muito quero muito lê-lo e alguns pontos que você frisou me deixou ainda mais curiosa.
    Bju
    Mary Reis

    ResponderExcluir
  20. Oi, tudo bem?
    Eu confesso que não sou muito fã de fantasia, tanto que quase não leio um livro assim e também sempre fujo de séries. Esse livro eu não fiquei muito animada, até que a premissa é interessante, mas saber que a história não é envolvente me deixa bem desanimada, porque o livro pode ser maravilhoso, mas se não for envolvente complica mesmo, né? Enfim, eu gostei de conhecer a obra, mas eu não pretendo ler.

    Beijos :*

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.