| RESENHA #97 | A GAROTA DO CALENDÁRIO #7: JULHO, AUDREY CARLAN

segunda-feira, outubro 24, 2016
 ISBN-10: 8576865289
 Título: A Garota do Calendário #7: Julho
 Autora: Audrey Carlan
 Ano: 2016
 Páginas: 144
 Idioma: português
 Editora: Verus
 Gênero: Erótico, Literatura Estrangeira
 Nota: 3/5
 Livro cedido em parceria com a editora.

Sinopse: O que você faria para salvar a vida de seu pai? A vida é feita de escolhas. Mia Saunders fez a dela. O sexto volume do fenômeno editorial nos Estados Unidos, com mais de 3 milhões de cópias vendidas Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... Em julho, Mia estará em Miami para ser a estrela principal do novo videoclipe do cantor de hip-hop Anton santiago. Anton é lindo, confiante e está louco por Mia, mas, para ficar com ele, ela terá de resolver algumas questões do passado... 
E já estamos passando da metade da série A Garota do Calendário, escrita pela Audrey Carlan e publicada no Brasil pela Editora Verus, selo do Grupo Editorial Record. 7 meses se passaram e muita coisa aconteceu na história e com a vida da protagonista Mia Saunders. Depois dos acontecimentos de junho, Mia vai para Miami trabalhar como estrela de um clipe de música do cantor de hip hop, Anton Satiago. Nossa protagonista ainda lida com o abuso sofrido pelo Aaron no livro anterior e mesmo o cantor tendo investido em Mia, ela não consegue se envolver com ele. Ela precisa resolver as questões pertinentes do seu passado.

Julho foi um mês muito interessante, pela sucessão de fatos. Eu esperava que a Audrey fosse mesmo trabalhar e alongar mais a história da tentativa de estupro do livro anterior e acredito que ela tenha feito o certo. Mia se envolver com outro homem após tudo o que aconteceu seria, para mim, uma falta de noção total e de sensibilidade da autora. Portanto, quando a autora traz em julho Anton, um personagem muito bom e retorna Wes para a vida de Mia, senti que era exatamente o que tinha que acontecer para Mia ficar bem. Wes.

Acho que passei da fase de achar a Mia uma garota que só quer curtir. Acho que nunca pensei isso dela. Comecei a enxergá-la como uma garota que apenas quer ir para casa. Não importa onde ela for. Consegui sentir uma evolução na personagem e na escrita da autora, tudo me parece bem mais maduro. Devo dizer que a relação da Mia com o Wes é  coisa que mais vale a pena nesse livro, depois das lições que ela tem levado sobre a vida. Não sou o tipo de pessoa que acha que a felicidade se encontra em outro alguém, mas sim em nós mesmos, mas isso não quer dizer que a gente também busque completar nossa felicidade em uma pessoa. Eu vejo isso na relação de Wes e Mia.


"Eu não vivo a sua vida. Não posso entender como uma decisão, de um jeito ou de outro, poderia ser melhor ou pior, porque não me diz respeito. Só você precisa conviver com as suas escolhas. e dá para perceber que isso está pesando demais em você." - Anton, Cáp. 4, Pág. 45

Nesse livro, o vídeo-clipe ficou em segundo plano, assim como o cliente. Não senti que essa história era importante e sim mais um plano de fundo para o reencontro de Mia e Wes. Não que não tenha sido legal o andamento da história, da superação da Mia em relação ao sexo oposto, mas realmente não foi o foco e Anton foi o cliente que eu menos me interesse ou me importei. 

É redundante e repetitivo dizer que a escrita da autora continua fluida e leve, apesar da abordagem mais tensa nesses dois últimos volumes. Se você não leu os outros volumes e caiu de paraquedas nessa resenha, te digo uma coisa muito importante: tenha paciência. No mês de julho Mia não tem nenhum envolvimento sexual com o seu cliente, assim como o mês de junho não teve, então não tire conclusões precipitadas.

No geral, a leitura foi muito interessante. Não acho que a história seja 100% bem escrita ou original, mas gosto da personagem e quero ver qual será o seu destino. E você? Já leu o mês de julho? Se sim, me conta nos comentários! 

22 comentários:

  1. Olá
    Preciso concordar com você, julho é mesmo um mês muito interessante e afirmo que essa série está me surprendendo a cada mês que passa, expectativas enormes sobre o desfecho. A leitura é leve e há vários pontos interessantes, como o estado emocional da Mia, Wes e a questão dos novos relacionamentos e como a autora trabalha com isso depois de tudo que ocorreu
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Oie...
    Sou suspeita pra falar sobre essa série, pois, todo mundo já está cansado de saber que eu realmente não leio livros hots. Mas, sou obrigada a admitir que achei bacana da parte da autora de falar sobre estupro nessa série que tem como foco a vida sexual da protagonista. Também foi interessante não ter essas cenas nesse volume que é o sucessor do livro que ela sofreu o abuso.
    Enfim, não é um livro que leria, mas, achei legal a autora passar um pouco mais de conteúdo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Eu leio e leio resenhas sobre essa série (que não li ainda) e só me vem à cabeça pedir um spoiler. Quem é o wes? Ele é o carinha que sempre volta? O possível escolhido dentre os 12? Muito curiosa com isso kkkkk

    ResponderExcluir
  4. oie, eu só li janeiro e não sei se lerei o resto dos livros, mas fiquei bem intrigada em saber que houve uma tentativa de estupro em junho e fiquei tentando entender se foi com a mia. que bom saber que em julho ela e o wes se reencontram, eles tem uma relação bonita. espero que você continue gostando dos próximos livros.

    ResponderExcluir
  5. Olá!! :)

    E claro que já conhecia o livro e a coleção e que já li imensas criticas acerca dela, não e? Impossível não ter acontecido! :) ahah

    Contudo, não gosto do tipo de livro e passo a leitura... Mas acho ótimo que a leitura continue fluida e e pena que tenha faltado algo e que tenha sido apenas um pano de fundo para o reencontro dos personagens! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  6. Acho que já disse aqui que parei com a série no segundo mês e por mais que veja a empolgação dos leitores que seguem acompanhando a Mia, não consigo entender os motivos. Será que existe alguma dúvida que ela ficará com o Wes???
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Confesso que não li toda a resenha com medo de pegar Spoiller, ainda estou no 4º livro e estou gostando bastante da história!!!
    Essa sem dúvidas é uma série que eu me surpreendi bastante!!!

    Blog dos Jovens Leitores

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Esse é o próximo volume da série que lerei e confesso que não sabia o que esperar por isso adorei conhecer a sua opinião sobre o livro. Me surpreendi com os acontecimentos que você narrou e concordou que a autora acertou em cheio ao não fazer Mia se envolver sexualmente nesse livro. Não esperava que Wes fosse reaparecer nesse volume e fiquei curiosa pra saber em que pé ficou a relação dos dois.
    Beijos!
    Por Livros Incríveis

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem? Eu já li até outubro é posso dizer que também notei o amadurecimento e evolução de Mia ao longo dos meses. Eu achei muito bacana o rumo que a história tomou. Julho foi um mês bacana mesmo. Apesar que gostei de algumas lições que o Anton ensinou para a Mia. Mas o melhor de tudo foi o Wes mesmo e a conversa limpa que tiveram um com o outro...
    Bj

    ResponderExcluir
  10. Olá Anne,
    Parei a leitura no terceiro volume e ainda não dei andamento. Confesso que não esperava que em Junho Mia poderia ter sofrido uma tentativa de estupro e fiquei bem chocada com isso, essa temática me incomoda. Gostei de saber que não há envolvimento sexual nesse volume e concordo contigo, se houvesse, seria muita falta de sentimento da autora. Gostei, também, de saber que o Wes voltou nesse volume e que Mia pôde melhorar com isso.
    Espero gostar do livro.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  11. Apesar de ter pego alguns spoilers dos volumes anteriores, gostei da sua opinião quanto esse mês. Eu espero que a Mia amadureça de acordo com sua jornada e gostei de saber que isso acontece. Também achei interessante a Audrey ter poupado cenas eróticas nesse volume e ter dado outro foco para outra parte da vida da Mia. Fiquei ansiosa quanto ao reencontro com Wes e estou louca da vida par ler os próximos volumes!
    http://www.virandoamor.com/

    ResponderExcluir
  12. Eu ainda não li nada da série, mas sempre acompanho as resenhas dos volumes que vão saindo e percebo que, mesmo não sendo tão original, a união de muitos detalhes e a forma com que a autora escreve parece uma boa fórmula pra agradar. Tb concordo que com vc em relação à felicidade, é um grande erro depositar essa responsabilidade no outro. Adorei a resenha.

    *☆* Atraentemente *☆*

    ResponderExcluir
  13. Ops, levei um spoilerzinho, pois não sabia que ela quase tinha sido estuprada. Bom, eu li apenas os dois primeiros livros e nem sei se vou ler os demais. Acho a personagem extremamente fútil e até mesmo vulgar. Fala que não é prostituta, mas se comporta como uma - pelo menos nos dois primeiros livros...então é meio difícil de levá-la a sério. Mas vamos ver...se na black friday os livros estiverem quase de graça eu compro! Hahahaha

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oi Anne, tudo bem?
    Não fazia ideia da tentativa de estupro e apesar de não acompanhar a série, me sinto um pouco triste pela personagem. Gostei de saber que ela se encontra com Wes novamente e que ele era exatamente o que ela precisava naquele momento. Legal saber que você tem uma perspectiva diferente da personagem, que não é uma mulher que quer curtir, mas sim voltar para casa.

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  15. Gente, eu não sabia o que acontecia anteriormente e fiquei chocada com a tentativa de estupro... Mas gostei de saber que o Wes voltou para a vida de Mia, porque eu realmente quero que eles acabem juntos e se isso acontecer, ai sim eu irei ler a série completa, apesar de odiar ver a Mia com outros ~sim, sou do tipo que fico com raiva quando os personagens não estão com quem eu shippo~... Nem preciso dizer que gostei e que esse é um dos que estou ansiosa para ler por motivos de Wes; mal posso esperar por dezembro e para ler! Ótima resenha! Espero que ate o final, ela possa encontrar sua casa, seja onde ela for...
    Um beijo
    www.brookebells.com

    ResponderExcluir
  16. Oi Anne!
    É impressionante como essa série está sendo falada esses últimos meses.
    Como não gosto de livros eróticos, esse não me agrada muito. Mas acho diferente a autora dividir os doze livros por mês. E fiquei surpresa que no livro anterior, houve uma tentativa de estupro. Pesado! E pelo que você falou, ela construiu isso muito bem. Isso é muito importante!
    Mas do mesmo jeito que você tá curtindo a leitura, conheço bastante gente que não gostou de nada. Dessa vez passo a dica.
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com.br/2016/10/descobrindo-garcia-roza-resenha.html

    ResponderExcluir
  17. Oi Anne, ainda não li nenhum livro da Garota do Calendário, mas fico ensaiando começar. Sei que a escrita da autora é leve e que os livros são curtinhos, mas como você disse, não é 100%. Me pego pensando se é o tipo de série que percebemos o desenvolvimento da autora enquanto escritora, já que parece que o enredo tem ficado mais denso a cada mês que vejo uma resenha. Espero que seja o caso! Abraços

    ResponderExcluir
  18. Olá, não sou muito fã da série, assim como você disse não é algo original, e para mm a escrita e o enredo dos livros são muito clichês. Pelo menos esse livro não tem um conteúdo muito sexual como o anterior, ponto a favor.

    ResponderExcluir
  19. É impressionante o sucesso que essa série vem fazendo. Eu não curto muito esse gênero, mas devo reconhecer que a série deve ter o seu valor, para envolver assim tantas pessoas. Acredito que, para que aprecia esse gênero de leitura, deve ser uma ótima pedida. Gostei muito da sua resenha!

    Tatiana

    ResponderExcluir
  20. hi baby, tudo bem? muita gente está lendo e resenhando essa série de livros e mesmo a sinopse sendo bem clichê e muita gente falando dos problemas dos livros, alguns você citou que na resenha eu estou pensando seriamente em dar uma chance... vai que gosto né? hehehe ótima resenha!

    Lilian Valentim
    http://speakcinema.blogspot.com.br/
    beiijinhos

    ResponderExcluir
  21. Oi, tudo bem?
    Primeiro: essa série, apesar de doze livros, o que acho muita coisa, tem uma premissa bem interessante a despeito da profissão um tanto controversa da Mia.
    Segundo: parece que a autora meio que tem uns altos e baixos nessa série considerando a quantia de críticas divididas que vejo sobre isso. O que me atrai um bocado para essa leitura, pois quanto mais controvérsias, mais a curiosidade aguça.
    Assinatura: Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://rillismo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  22. Oiee ^^
    Eu ainda fico perdida com todos esses livros da série...haha' os únicos nomes que eu consigo lembrar são o da Mia (dãã) e do Wes, e só porque eu sou doida para conhecê-lo, já que todo mundo parece gostar muito dele. Ainda não comecei a ler o primeiro livro, mas pretendo fazer isso logo, pois estou curiosa. Fico tão aliviada quando vejo que mais alguém gostou ♥ Só é uma pena que não tenha sido 100% :/
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.