ISBN-10: 8528620603
 Título: O Herói Improvável da Sala 13B
 Autora: Teresa Toten
 Ano: 2016
 Páginas: 320
 Idioma: português 
 Editora: Bertrand Brasil
 Gênero: Young Adult
 Livro cedido em parceria com a editora.

Sinopse: Um livro repleto de momentos de profunda emoção e outros de inesperado humor, que explora as complexidades de viver com TOC e oferece perspectivas de esperança, felicidade e cura. Adam Spencer Ross, 14 anos, precisa lidar todos os dias com os problemas que resultam do divórcio dos pais e das necessidades de um meio-irmão amoroso, mas totalmente carente. Acrescente os desafios de seu TOC e é praticamente impossível imaginar que um dia ele se apaixonará. Mas, quando conhece Robyn Plummer no Grupo de Apoio a Jovens com TOC, ele fica perdida e desesperadamente atraído por ela. Robyn tem uma voz hipnótica, olhos azuis da cor do céu revolto e uma beleza estonteante que faz o corpo de Adam doer. Adam está determinado a ser o Batman para sua Robyn, mas será possível ter uma relação “normal” quando sua vida está longe de ser isso?
É aquela história, preciso começar a ler coisas diferentes, pois acho que ler o que tenho lido está afetando meu senso de julgamento. O herói improvável da sala 13B é um young adult fofíssimo que conta a história de Adam Spencer, um adolescente de 14 anos que lida com muitos problemas diariamente, como o divórcio dos pais e TOC. Adam nunca imaginou que se apaixonaria, era praticamente impossível, mas enquanto estava em seu grupo de apoio a jovens com TOC, ele conhece Robyn, não do Batman, e fica completamente atraído pela jovem. A partir disso vocês já sabem né, a relação dos dois irá crescer e se tornar algo muito importante para ambos. Mas será possível tudo ocorrer normal com a vida sendo meio tumultuada? 

Esse livro foi gostosinho de ler, mas acreditem, eu percebi que preciso dar uma pausa na leitura de YA, pois estou meio saturada. Eu gostei bastante da ideia central da história, mostrar um adolescente lidando com TOC, mas algo me incomodou nessa história. Não foi algo que "nossa, nunca mais vou ler esse livro", mas ainda assim me deixou um pouco frustrada.

"A garota caminhou na direção do semicírculo de cadeiras, sem exatamente sorrir, mas também sem hesitar. Era mais velha, com certeza. Provavelmente. Então era inútil, óbvio. Ela se sentou diretamente à sua frente, na outra ponta do semicírculo. Sem levantar os olhos, ela cruzou suas pernas geniais e perfeitas e jogou uma longa trança de cabelos negros para trás. No momento em que soltou o ar, o garota estava apaixonado." Pág.  9 - Capítulo 1

No entanto, a maneira como a autora escreveu a obra me deixou feliz. Como eu acredito que seja um assunto que precise de conhecimento e estudo para desenvolver (afinal, estamos falando de um transtorno), ela escreveu de maneira delicada e coerente, não passando do ponto em nenhum momento. Tanto nas percepções e sentimentos do Adam, quanto ao seu relacionamento com Robyn e com o grupo de apoio.

Adam é um personagem que é fácil a gente gostar, é um rapaz muito apaixonável, muito querido, fofo e que irradia amor. Da pra ver que ele realmente quer melhorar e isso foi algo que me deixou com o coração muito quentinho. Além do mais, o livro é bem leve e apesar de ter um tema mais complicado, a autora utilizou desse carisma dos personagens, para usar do humor, mas nada que passasse do limite.

O romance é daqueles bem fofos que deixa a gente querendo amar todo mundo. Eu gostei muito da dinâmica do relacionamento que Adam e Robyn criaram, assim como gostei da relação de Adam com tudo a sua volta. É perceptível o desenvolvimento e crescimento dos personagens e isso para mim é algo muito legal mesmo. 

O Herói improvável do 13B é um livro narrado em 3ª pessoa que possui uma narrativa bem leve e fluida. Acompanhamos a história de um personagem sensível, incrível e muito legal de se conhecer. Eu ainda não sei o que me incomodou no livro e por isso não dei 5 estrelas, mas devido a história ter me cativado, eu indico para todos que procuram leituras delicadas e gostosas de realizar. 

20 Comentários

  1. Olá
    Eu estou com muita vontade de ler esse livro e adorei poder conferir sua resenha. Bom, acredito que deve ser uma leitura leve e fofa. A questão do transtorno é bem delicada né, e gosto de ler sobre essa temática.
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Oie!
    Tenho muita curiosidade em ler o título, parece ser algo bem gostoso de se ler, sua resenha me deixou com extrema vontade de ir compra-lo. Adorei a indicação.
    Beijos, Lari.
    segredosdeumacerejeira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Anelise! :D
    Eu ainda não conhecia esse livro, mas por tratar de um transtorno já entra para a minha lista de tenho que ler, gosto de realizar leituras que tragam esse tipo de assunto, quanto para conhecer melhor o transtorno, quanto para abrir a mente em relação aos julgamentos. Compreendo sua situação de se sentir saturada, as vezes me sinto assim também e acabo escolher livros de outros gêneros para ler.

    Beijos e até logo! ;)

    ResponderExcluir
  4. OLá!! :)

    Eu não conhecia o livro mas gostei da premissa do livro e do seu género! :) E ainda bme que gostaste...

    E uma pena quando há algo que falta no livro ou que nos incomoda nele, prejudicando a leitura, mas ainda bemq eu esta foi leve e fluida! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Acho que saturamos muito com determinados gêneros. Eu me sinto assim em relação a YA também e estou sempre alternando as leituras, pois os livros começam a ficar iguais e não agradam, sabe?
    Apesar disso, acho que esse livro é interessante, principalmente, por tratar de um transtorno, mas que, aparentemente, foi tratado de forma leve.
    Vou anotar a dica e espero gostar sem ressalvas rs.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  6. Olá
    Estou louca para ler esse livro, conheci duas irmãs que tinha TOC e realmente algo complicado.A premissa desse livro me encantou e como você teceu elogios fiquei mais louca ainda para conferir e vê Como o personagem lida com a situação. A leitura parece ser bem fluida e fofinha e eu amo isso.Espero em breve fazer a leitura.

    ResponderExcluir
  7. A forma como você descreveu o Adam já me fez suspirar aqui e já quero ler o livro só por causa dela. Pode né??? hahahahah
    Achei a capa bem simples, mas fiquei interessada no enredo e quero conferir.
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Tenho visto comentários bem positivos acerca da obra e isso tem me animado bastante e com sua resenha não foi diferente.
    Fico feliz em saber que a narrativa é bem fluida e leve. A premissa do livro é bem interessante e quero muito saber como Adam lida com seu TOC e como ele e Robyn se conhecem.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Aí meu Deus!!Preciso desse livro pra ontem...Que história mais fofa <3
    Sou apaixonada por romances e sua resenha me conquistou, já quero esse livro na minha estante, já estou aqui imaginando o amor desses dois.
    Parabéns pela resenha.
    Abraços...

    ResponderExcluir
  10. Que amor, eu ainda não conhecia o livro mas achei a história dele muito fofa mesmo, Deve ser um livor que a gente fica suspirando pelos cantos após a leitura. Gostei da sua resenha e de poder conhecer o livor atra´ves dela, agora eu fiquei com vontade de ler também.

    ResponderExcluir
  11. Oie
    Tudo bem?
    Sabe que eu nunca li nenhum livro com o tema TOC em pauta, tenho muita vontade e até já pensei e comprar alguns títulos bem conhecidos e acabei desistindo acho que esse pode se bacana por ser leve e fofo como você mesma disse.
    Diferente de você eu não leio muito YA então acho que teria uma experiencia totalmente diferente.
    Adorei a dica
    Bju
    Mary Reis

    ResponderExcluir
  12. Olá, que premissa interessante tem esse livro! Um protagonista com TOC deve ser algo bem diferente do que eu já li. Não costumo me envolver muito com personagens adolescentes, mas o enredo desse livro me agradou muito. Além disso, adoro um romance, e, como o casal se conheceu em um grupo de apoio, suponho que ambos possuem conflitos, o que deve ser bem interessante de se ler. Obrigada pela dica, abraços.

    ResponderExcluir
  13. Gente, fiquei suspirando amores pós leitura dessa resenha haha, que premissa fofa e diferente ao mesmo tempo! Achei muito interessante o fato da autora ter colocado um assunto bem incomum no livro, que é o TOC, e fiquei curiosa para conhecer mais sobre os personagens, adoro livros onde vemos os personagens evoluindo como pessoas. <3

    ResponderExcluir
  14. Oi, tudo bem?
    Então, ainda não sei se é um livro que eu leria, ele não me deixou curiosa a ponto de querer lê-lo, mas por ser estudante de psicologai, fiquei curiosa em como a autora conduziu a obra, já que se trata de um adolescente com TOC. Enfim, vou anotar a dica, talvez eu venha a lê-lo algum dia.

    ResponderExcluir
  15. Olá, adorei o fato da autora ter trabalhado com TOC, que é um assunto que eu adoro pois convivo com ele e nunca vejo muitos livros sobre o assunto, com certeza irei fazer a leitura

    ResponderExcluir
  16. Oi, tudo bem?
    Eu não lembro de ter visto esse livro por aí já, mas de cara fiquei animada. Bom, a premissa é bacana e às vezes é bom ler algo mais leve, sem contar que gostei do livro falar sobre toc e de ver que a autora soube trabalhar isso. Além disso eu fiquei animada com seus comentários sobre o protagonista e o romance da história. Enfim, apesar do livro ter tudo um ponto que te incomodou, eu fiquei animada e vou marcar a dica.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  17. Esse é o segundo livro que vejo que trata de TOC. Ainda não li nada parecido mas imagino como deve ser a descrição das cenas em que esse transtorno vêm à tona. A Robyn também tem TOC né?! E se os dois procuram a melhora disso deve ser um romance bem fofinho de se acompanhar.
    Ótima resenha, beijos!

    ResponderExcluir
  18. Oi
    Sei bem como é mudar de gênero para aliviar nosso senso. Não conhecia esse livro, mas fiquei morta de vontade de ler. Já li alguns livros que a personagem tinha Toc e é uma temática bem interessante. Esses dois juntos devem formar um casal fofíssimo mesmo.
    Adorei a dica e já incluí na listinha <3
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  19. Oie, tudo bem? Eu entendo perfeitamente o que você quer dizer com "preciso parar de ler isso" hauhauhauha também sou dessas, fixo tanto num gênero que daqui a pouco me sinto saturada e acabo até deixando de aproveitar umas leituras que podiam ser mais bacanas se eu não só lesse aquilo. No meu caso é terror kkkk Esse Ya por exemplo, eu leria justamente numa ressaca de terror e suspense. Gostei da quesão da abordagem sobre o TOC, acho interessante. Vou anotar tua dica e de repente, usar antes mesmo de uma ressaca. Bjão

    http://porredelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Ainda não li muitos livros com personagens com TOC, mas com personagens que não acreditam no amor é algo bem comum, e a mistura desses dois eu imagino que seja bem engraçada. Imagino que a autora tenha feito várias pesquisas para escrever um livro do tipo e tenha tentado inseri-las na história com cautela, me identifico com você, eu me sinto incomodada com alguns livros, mas as vezes não sei dizer o que.

    ResponderExcluir