Starcrossed #1
Autora: Leisa Rayven
Ano: 2015
Páginas: 407
Idioma: português 
Editora: Globo Livros
Gênero: Romance, literatura estrangeira, drama
Sinopse: Cassie está prestes a realizar o grande sonho: estrelar um espetáculo na Broadway. O que ela não esperava era ter que enfrentar o reencontro com o ex-namorado, que será novamente protagonista ao seu lado, em uma peça cheia de romance e cenas quentes. Trabalhar com Ethan traz o passado à tona, e lembra a Cassie que o que existe entre eles vai muito além de simples química.
Classificação: 3/5 

Meu Romeu foi escrito pela autora Leisa Rayven e publicado pela editora Globo Livros no Brasil. Cassie é uma atriz que tinha o sonho de estrelar na Broadway, mas depois de três anos, seu ex-namorado reaparece na sua vida ao lado de sua peça dos sonhos. Ethan Holt traz o passado à tona e faz Cassie relembrar que existe muito mais que uma simples química entre eles.

Tem muitas coisas que me fizera dar 3 estrelas nessa história, indo de encontro a vários favoritos e 5 estrelas. Eu o li e gostei da leitura, mas houve tantas coisas que me incomodaram que não poderia deixar passar. Sabe aquela história que nós meninas ouvimos quando somos pequenas "Ele te trata mal porque gosta de você" "ele puxa seu cabelo porque gosta de você", para mim, isso é totalmente o que acontece no livro "Meu Romeu". E como romantizar isso? Um homem que trata mal a suposta mulher de sua vida, a denigre, a faz se sentir um lixo e mal. Por que os autores insistem em romantizar essas atitudes?

A história se encaminhava bem, eu estava gostando do ritmo de leitura, apesar dos excessivos e desnecessários palavrões. Cassie é uma personagem que me conquistou, mesmo tendo umas atitudes complicadas de lidar, mas totalmente compreensíveis. Ethan, apesar de eu tê-lo achado charmoso, acabou sendo machista e ogro inúmeras vezes e mesmo com aquele complexo de "sou fechado para o mundo"/"sou todo fodido"/"sou quebrado emocionalmente", nada justifica ser tão babaca como ele é. 

"Ele se inclina para frente. Está muito próximo. Próximo demais. Tem o cheiro que costumava ter, e eu não consigo raciocinar. Quero empurrá-lo para longe para eu poder esfriar a cabeça. Ou bater nele até que ele entenda que não sou realmente feliz há anos, e é tudo culpa dele. Quero fazer tantas coisas, mas tudo o que faço é ficar parada ali, odiando o quanto ele suga minhas forças."
Uma mulher bem resolvida não precisa ser representada como uma mulher que fala palavrões o tempo todo, fala de sexo o tempo todo. Uma mulher bem resolvida pode fazer tanto isso quanto não fazer. Uma mulher bem resolvida nada mais é do que dona de si mesma. Achei que a autora estereotipou de mais muitas coisas da história. Cassie era uma menina confusa, tinha sua personalidade e isso era o máximo. Mas certos momentos eu senti que a autora entregava aquilo para agradar o público e não genuinamente.

Mas não só de coisas negativas esse livro é feito. Eu adorei a ambientação. Nunca havia lido nada que envolvesse teatro, a não ser uma fanfic, então foi tudo bem inédito pra mim. Me senti bem inserida no universo com as descrições e os diálogos entre os protagonistas com o pessoal do teatro.

Apesar dos acontecimentos que me fizeram dar 3 estrelas para o livro, eu gostei em um geral. Acredito que a autora poderia ter escrito a história de uma forma diferente. As cenas de sexo são bem escritas, são cruas e nuas, sem rodeios. Tem alguns momentos mais sensuais e românticos, mas não é nada muito diferente do que a gente vê por ai. 



22 Comentários

  1. Eu sou apaixonada pela escrita da autora e claro que adorei esse livro, assim como a continuação. Bom, sobre suas considerações, entendi os pontos que você quis destacar e o fato de ter dado 3 estrelas. Concordo com varias coisas que você citou, especialmente sobre o fato da "mulher bem resolvida". Realmente, não é dessa forma que as coisas devem ser na realidade. Mas de modo geral, é mesmo um bom livro.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  2. Olá

    Li esse livro a um tempo e confesso que também me incomodou o aspecto de tantos palavrões e falar tanto de sexo. A menina é virgem mas só faltava pular em cima do cara e estupra-lo. Também achei essa atitude babaca do Ethan desnecessária, o cara é bipolar. Ao mesmo tempo que dizia pra se afastar ele mesmo se aproximava. No geral gostei mas não é aquela coisa.

    Everton equipe Rillismo

    ResponderExcluir
  3. Oi Anelise,
    já faz tempo que eu vejo algumas pessoas falarem desse livro, mas eu nunca havia me interessado por ele, se eu te contar que os pontos negativos que vc citou na resenha me deixaram curiosa você acredita? Porque eu gosto de saber que um livro não é perfeito e ter a oportunidade de analisar isso pelo meu próprio ponto de vista.
    Eu achei interessante a sua colocação sobre "Ele te trata mal porque gosta de você" porque isso sempre rolou muito na minha vida, mas era recíproco, eu sempre impliquei muito com os carinhas que eu gostava, mas acho que isso tem sempre uma medida entre o saudável e o abusivo, e uma das coisas que algumas mães esquecem de explicar as filhas é esse limite.
    Enfim, fiquei interessada no livro, agora, talvez o leia numa futura oportunidade, gostei muito da tua resenha. Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi Ane, tudo bem?
    Eu entendo completamente os motivos que te fizeram dar 3 estrelas para esse livro!
    Eu confesso que não concordo e estou saturada até de tantos livros com essa mesma proposta sabe.
    Ninguém é perfeito, mas ninguém merece esse tipo de romance onde o homem destrata a mulher que ele supostamente ama e isso é visto como uma forma de demonstrar amor.
    Essa provavelmente não é uma leitura que me agradaria pelo que li e mesmo tendo pontos interessantes, eu não leria.


    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  5. Sabe que tive uma impressão bem diferente da sua? Talvez eu tenha deixado passar, mas não vi o relacionamento do Ethan e da Cassie como você viu. A única coisa que me incomodou nesse livro, pelo fato de ser atriz, foi uma cena em que a Cassie apareceu para ensaiar de saia jeans, rs, o que tornaria o ensaio impossível. A autora também é atriz e não sei onde ela estava com a cabeça quando escreveu uma coisa dessas. Mas torci para o casal desde o início, me envolvi de forma incrível com a narrativa e nem as cenas de sexo que normalmente me incomodam não me incomodaram.

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  6. Nossa, eu acho que nunca li uma resenha sobre esse livro tão sincera como a sua e te agradeço muito por isso. Eu estava muito interessada em ler esse livro e só havia visto ótimas resenhas sobre ele, mas vendo a sua opinião e sinceridade, eu dou uma freada na minha vontade, ainda quero ler mas tendo em vista esses pontos negativos eu não consigo mais ficar louca para ler como eu estava.

    ResponderExcluir
  7. Oi, este livro nunca me chamou a atenção em função da capa. Acho apelativa. Mas as suas considerações me fizeram decidir por não ler mesmo. Concordo demais com você sobre o que de fato define uma mulher bem resolvida e com certeza não é falar palavrões a tomo momento. Sei que o livro tem muitos fãs, mas tenho certeza que para mim, não funcionaria.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi Flor
    Gostei da sinceridade na sua resenha.
    Tenho visto opiniões bem divididas e isso está me deixando com um pé atrás em relação a esses livros.
    Que pena que a autora está engessada e pensa que com certas atitudes vai agradar os leitores.
    Mesmo assim continua na lista. Quem sabe um dia?
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  9. OI!!

    Primeiro: parabéns pela sinceridade! Gostei do fato de você falar que quem "implica" gosta, infelizmente esse conceito esta arraigado em nossa sociedade e isso não é verdade, quem ama cuida. Já li várias resenhas sobre esse livro e assim como você não vi nenhum diferencial, tenho um preconceito em ler hots, nem todos me agradam e infelizmente esse entrou para aquela lista de último caso rsrsrsrs.... Mais muito obrigada pela dica. Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Não conhecia o livro, mas não tenho vontade de ler, pra ser sincera...
    Já não curto muito o gênero, e saber que a autora criou certos personagens com esse complexo de ser fechado não me chama atenção, sabe?
    Acho que não me importaria em ler tantos palavrões. Se bem que deve ser bem cansativo...
    Mas gostei de saber da ambientação, também nunca li que é passado em teatro.

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  11. Bom eu já nem gosto desse gênero de leitura e depois da sua resenha se esse livro tinha alguma chance comigo, els se perdeu...
    Odiei saber sobre o excesso dr palavrões e concordo con você sobre uma mukher bem resolvida não precisa ser retratada desss forma
    E essa história do csra tratar mal porque gosta também não me convence...
    Bj

    ResponderExcluir
  12. Olha eu ja vi muita gente comentando maravilhas de ambos os livros da série
    Mas eu até então ainda não li. Tenho ambos os livros em ebook se não me engano e quero
    sim ler para conhecer a estória, ainda mais eu que amo um romance. Adorei a maneria como tu elaborou sua resenha, mas uma coisa que me incomodou também que nem a Camila é o excesso de palavrões, como eu também não gosto de exagero sobre sexo que me incomoda bastante em uma trama que está sendo tão bem construida e depois fica naquela repetição cansativa. Enfim...Mas mesmo assim darei uma chance para leitura, porque a gente não pode julgar sem antes conhecer né?


    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/05/resenha-orange-ichigo-takano.html

    ResponderExcluir
  13. Já vi muita gente surtando com esse livro e eu sempre naquela de: "não tô achando nada demais nessa premissa", gostei bastante da sua resenha que é a primeira 3 estrelas que vejo e eu não gosto quando romantizam um cara que sempre tratou a menina mal e depois está todo caído de amores querendo ser querido, com certeza a minha aversão a premissa da história fez sentido.

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi, eu já li O Meu Romeu e posso dizer com todas as palavras que esse livro é muito bom. Claro tem palavrões demais, mas o livro tem o seu lado romântico e fofo (Na minha opinião como leitora).

    Sua resenha foi a mais sincera e esclarecedora que le sobre esse livro.

    Beijos e Abraços, Alice

    www.blogmixbooks.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Oi Anelise, que pena que o livro não era o que você esperava, sabe que eu também não entendo quando os autores tentam romantizar essas cenas mais "cruas", mas seila né, em questão do romance e por ele ser hot me interessa, gosto dessas leituras mais apimentadas. Talvez eu dê uma chance para ele.

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  16. Oiii!!

    Sua resenha muito bem escrita e sincera . Eu também não entendo pq essa romantização toda! Outra coisa que não gosto é quando a personagem é cegamente apaixonada por alguém que esquece de si mesmo.
    Acho que os autores peca muito nisso. Estava cm esse livro aqui. Mas eu não sei se vou ler nesse momento.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  17. Oi, tudo bem?

    Olha, eu gostei bastante das considerações que você trouxe sobre o livro, principalmente daquelas que diferiram da maioria. Meu Deus, já muitas pessoas rasgarem seda para esse livro. kkkk
    Eu tenho que dizer que super concordo com você em relação ao que disse sobre a questão da mulher não ter necessidade de está falando palavrão e sobre sexo o tempo todo para ser considerada bem resolvida. Realmente muito esteriotipado.

    Mas ainda assim eu quero conhecer essa história pessoalmente. Quero ver qual é a desse Ethan aí e dessa mocinha. kkk
    Obrigada pela dica.

    Abraço.
    Ingrid Cristina
    Plataforma 9 3/4

    ResponderExcluir
  18. Oiee. gostei demais da sua sinseridade. é muito importante falarmos desse tipo de romance.
    eu vou confessar que isso realmente está começando a encher, esse tipo de leitura. Onde o desprezo é muito interessante a ponto de ser feito um livro.
    Muito bom você tocar nesse assunto.
    Parabéns pela resenha. Amei mesmo.
    Beijos
    http://casinhadaliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oi, tudo bem?
    Realmente a gente sempre escuta isso de que se o cara te trata mal é porque gosta de você e às vezes até é, mas fala sério, a gente merece mais do que isso, né? E por isso eu acho que isso iria me irritar bastante também, é bem chato como as pessoas romantizam coisas que não deviam ser romantizadas. Eu não acredito que iria gostar do Ethan, não gosto de machistas e acho que ele me irritaria bastante também. Enfim, como você disse tem pontos positivos na obra, mas pelos negativos eu já descarto a leitura, pois não é algo que me agradaria.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  20. Olá, tudo bom?

    Esse livro trouxe um tema que deveria ser debatido: a romantização dos abusos. Eu gosto dos caras que são badboys, que possuem um passado tenebroso ou até mesmo os ciumentos. Porém, na minha opinião, nada justifica certas atitudes. Não gostos dos caras que são machistas e os livros tentam transformar isso em algo lindo. Eu tinha lido comentários muito bons sobre esse livro, o que me fez ficar curiosa sobre ele, mas não vi ninguém tocar nesse ponto, o que faz com que eu não queira ler esse livro.

    Entretanto, fiquei curiosa sobre a ambientação. Também nunca li nada envolvendo teatro (nem fanfics) e gostaria de ver como a escritora mostrou esse universo.

    Obrigada pela dica, mesmo assim ;)

    Beijos!

    http://instantesmemoraveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Ola Lindona eu amei esse livro, gostei da forma que a autora apresentou o livro, concordo que algumas vezes Ethan teve atitudes sem noção magoando demais Cassie, ele a deixou quebrada mas ao mesmo tempo também se quebrou. Você vai amar a forma como Ethan amadurece no segundo livro. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  22. Oi Anelise,
    estava com vontade de ler esse livro, mas acabei adiando essa leitura em prol de algumas outras. Concordo com seus argumentos, não acho que esse negócio de romantizar o escroto que humilha e diminui a "mulher amada", seja algo legal. Inclusive já virou um clichê deveras desagradável, além disso, a mocinha aderir a hábitos desagradáveis para se impor é outro ponto com o qual eu não concordo. No final das contas, vou continuar adiando essa leitura que parece ser mais do mesmo no gênero new adult.

    Abçs
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir