Título: Namorado de Aluguel
Autora: Kasie West
Ano: 2016
Páginas: 250
Idioma: português
Editora: Verus
Livro cedido em parceria com a editora.

Sinopse: Quando Bradley, o namorado de Gia Montgomery, termina com ela no estacionamento do baile de formatura, ela precisa pensar rápido. Afinal, ela vem falando dele para suas amigas há meses. Esta era para ser a noite em que ela provaria que ele não é uma invenção de sua cabeça. Então, quando vê um garoto esperando pela irmã no estacionamento do baile, Gia o recruta para ajudá-la. A tarefa é simples: passar por namorado dela — apenas duas horas, nenhum compromisso, algumas mentirinhas. Depois disso, ela pode tentar reconquistar o verdadeiro Bradley. O problema é que, alguns dias depois do baile, não é em Bradley que Gia está pensando, mas no substituto. Aquele cujo nome ela nem sabe. Mas localizá-lo não significa que o relacionamento de mentira deles acabou. Gia deve um favor a esse cara, e a irmã dele tem a solução perfeita: a festa de formatura da ex-namorada dele — apenas três horas, nenhum compromisso, algumas mentirinhas. E, justamente quando Gia começa a se perguntar se pode transformar seu namorado falso em real, Bradley reaparece, expondo sua farsa e ameaçando destruir suas amizades e seu novo relacionamento. Inteligente e maravilhosamente romântico, Namorado de aluguel retrata a jornada inesperada de uma garota para encontrar o amor — e possivelmente até a si mesma.

Classificação: 4/5
 ★★★★

E o livro de romance escolhido do mês de Abril foi Namorado de Aluguel, da Kasie West. Eu já tinha visto algumas resenhas positivas a respeito da autora, e foi por isso que escolhi esta obra para ler. Uma coisa que eu descobri, é que ler livros leves me fazem um bem danado. Namorado de Aluguel foi um desses livros.

Namorado de Aluguel conta a história de Gia, uma garota super popular do ensino médio que namorava um universitário. Suas amigas, principalmente Jules, desconfiava que o tal namorado, Bradley, existia mesmo, pois ele nunca ia visitar Gia quando ela estava com as amigas. Na noite de formatura, Bradley viaja para a cidade de Gia e acaba terminando com ela no estacionamento. Gia se viu perdida, todas as amigas achariam que o namorado era realmente mentira. Em um ato de desespero, Gia avistou um rapaz dentro do carro lendo um livro e em um momento impulsivo, foi até ele e o convidou para ser o namorado de aluguel da noite. Ele se passaria pelo Bradley, namorado universitário da UCLA. O Rapaz meio desconfiado, acabou aceitando ser namorado de mentira e ajudar Gia. O que eles não sabiam, é que eles precisariam ficar quites e que depois dessa noite, muitas coisas iriam mudar em suas vidas.

Essa história não tem nada de inovadora, de original e de imprevisível, mas mesmo assim ela é deliciosa de ler. Eu sabia exatamente para onde a história iria se encaminhar e não me importei. Normalmente, livros previsíveis de mais me irritam e eu acabo tendo uma leitura enfadonha. No caso de Namorado de Aluguel, fui envolvida por uma história que tinha algo mais profundo, a "Era dos Likes", e personagens totalmente cativantes e interessantes.
"Tudo e todos têm uma história, Gia. Quando você aprende essa histórias, você aprende experiências que te preenchem , que expandem seu conhecimento. Você adiciona camadas a sua alma."
Gia é uma personagem complexa, por incrível que pareça. Ela sempre foi popular, sempre postou toda a sua vida nas redes sociais, sempre querendo bastante curtidas, comentários, popularidade e fama. Todas as suas amigas também eram desse ''tipo'' e assim formavam aquele grupinho popular clichê das escolas. Mas Gia tinha uma coisa diferente dentro de si, bondade e uma certa inocência. Ela queria ser uma pessoa boa, mas agia puramente com medo de não ser aceita. Ela buscava sempre a aprovação das pessoas.

Quando ela conhece Hayden, nosso namorado de aluguel, ela percebe que existem coisas mais importantes que popularidade e vê-se como uma pessoa totalmente superficial. Gia percebe que não é esse tipo de pessoa que ela gostaria de ser: fútil e sem profundidade. A partir disso, nossa protagonista vai conhecendo a si própria e enfrentando vários conflitos internos. Mas com a ajuda de Hayden e Bec (a irmã do Hayden), ela vai conseguindo entender mais quem ela é e o que ela quer ser.

Hayden é um personagem muito querido. Assim que o conheci, fiquei apaixonada e intrigada com ele. Eu gosto de personagens que não são construídos em cima de uma conduta bad boy, gosto quando eles são homens sensíveis, leais e que respeitam as mulheres. Hayden também teve umas questões levantadas e exploradas que foram bacanas e o fator essencial é que ele conseguiu ajudar Gia a se encontrar e acabou se encontrando também.

O romance é muito doce e delicado e acontece de forma tranquila e sem ser às pressas. Kasie West conseguiu me deixar suspirando em certos momentos tamanha a fofura do casal protagonista. Ela foi acertando alguns pontos, ligando outros e dando foco em outras coisas e isso fez com que o relacionamento de Gia e Hayden fossem crescendo de uma forma totalmente natural.

Em outro plano, temos uma clara crítica a nossa geração atual. A geração dos likes. Não que antigamente a gente não postava uma foto no fotolog e não queria a aprovação das pessoas, mas atualmente isso está deveras perigoso e muito mais intenso. Kasie West fez uma crítica bastante negativa quanto a nossa geração, mas transmitiu isso de uma forma bem leve e propícia para o público que o livro é destinado. Ela te faz refletir a partir das ações da protagonista e mostra que sim, isso é um problema.
“Por maior que fosse a confiança que eu aparentava ter, minha preocupação era que as pessoas não gostassem realmente de mim. E talvez estivessem certas em não gostar. Mas eu não ia contar isso a ele. Já tinha exibido fraquezas demais em uma noite só.”
Portanto, a história é totalmente construtiva se você estiver aberto para entender e enxergá-la além do clichê. Eu particularmente tentei enxergar além do que estava escrito e sendo contado ali e a leitura acabou sendo muito gostosa e viciante. Em suma, é um livro que vale a pena ser lido sem pré julgamentos.

21 Comentários

  1. Oi Anelise, tudo bem?
    Eu terminei de ler esse livro essa semana e adorei a leitura, muito descontraída por sinal. Claro que possui suas passagens clichês mesmo, mas já estava esperando por isso então a leitura foi bem interessante. Também percebi as críticas sobre nossa geração e concordo plenamente com isso.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  2. Ola Anelise eu acabei de ler esse livro e AMEI, Gia e o falso Bradley aprenderam e amadureceram muito no decorrer da história, gostei muito da forma que a autora aborda esse reavaliação de nossos próprios atos no caso a Gia, ela passou a observar suas atitudes sobre outro prisma e melhorou. O casal é um fofo o liro e doce e ao mesmo nos faz refletir. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  3. Aaaaah Anelise, que delicia que eu acabei de conhecer seu Blog e eu amei. A escrita e a forma como você fala... Mesmo gostando de resenha mais objetiva, a sua foi uma amorzinho.
    Tô lendo Quarteto de noivas da Nora Roberts e me senti igual, é cliché e não traz nada de novo, mas, às vezes navegar pelas águas calmas de livros previsíveis é tudo o que a gente precisa. Hahahaha.
    Eu quero muito ler esse livro, não sou muito íntima da editora, mas, amei essa publicação. Você me fez querer ler. Rs.
    Bjs
    Tayletitshine.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olá Anelise, tudo bem?
    Desde o dia que a editora Verus anunciou o lançamento desse livro eu já fiquei curiosa para ler, e pela sua resenha eu percebi que ele era realmente do jeito que imaginei ao ler a resenha.
    Achei bem interessante a critica a geração likes, infelizmente vivemos uma era que os likes tem mais valor do que a diversão e o momento em si, além dos perigos da exposição.
    Ótima resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oii, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia o seu livro, mas gostei muito da premissa. Parece ser um livro leve, e que mesmo assim traz criticas ao nosso comportamento. Espero poder me apaixonar pelo casal, e que eles consigam se entender :)

    ResponderExcluir
  6. Olá Anelise,
    Quando havia visto sobre esse lançamento, imaginava que seria uma história previsível, mas, sinceramente, não imaginava que o livro abordaria, também, a temática da "era dos likes". Acho que a crítica apresentada pela autora é muito presente e atual.
    Consegui sentir a complexidade da Gia e gostei disso nela. Também me agradou o fato de ela tomar consciência de que não quer ser superficial. O Hayden parece ser mesmo apaixonante!
    Estou muito curiosa para fazer essa leitura.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  7. Eu sempre gosto de intercalar as leituras, entre livros mais pesados e mais leves. Realmente essa geração de likes está perdendo o controle. Apesar de ser uma história clichê, eu leria porque adoro comédias românticas.
    Beijos!
    http://caindonacultura.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Anne
    Estava na dúvida se lia ou não esse livro, mas gostei da sinceridade e dos pontos que você mencionou na resenha.
    Gosto de romances clichês de vez em quando, então já anotei a dica para quando estiver nessa fase.
    Adorei
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapiasi a resenha.

    ResponderExcluir
  9. Oi Anne *--*

    Estou doidinha pra ler esse livro. Me lembrou alguns filmes que eu já assisti e até mesmo esse cliches que você disse me agrada pois se é cliche é porque deu certo. Acho legal os autores trazerem essas criticas sobre a atual geração é bem importante essa preocupação que eles tem trazido para as pessoas.

    Bjos
    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oiee ^^
    Eu acho a capa desse livro tão lindinha, mas não tenho muita paciência para adolescentes populares e blá-blá-blá, então eu não tinha muita curiosidade de ler o livro. Saber que você gostou dele me deixou um pouco animada para lê-lo, mas eu não o faria agora, pois não estou com vontade de ler clichês, mas um dia vou lê-lo...
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. O enredo desse livro me atrai bastante. Além dessa crítica que a autora faz, acho que o livro deva trazer outros temas importantes . Eu ainda não li, mas tenho muita curiosidade Sua resenha está muito boa e só me deixou ainda mais interessada nessa leitura.

    ResponderExcluir
  12. Hello!
    Devo dizer que o título do livro não me atraiu, mas quando li sua resenha...
    Gosto de livros que tenham algo a dizer, e namorado de aluguel parece esse tipo de história. Gostei da crítica a geração atual, que dá mais valor aos likes que qualquer outra coisa, somos tão melhores, por que insistimos em ser superficiais? ;)
    Bj

    ResponderExcluir
  13. Oie!
    Eu já li esse livro e achei a história super fofa! Daquelas que você começa e não consegue mais parar! A leitura foi divertida, com momentos de suspirar. A leitura foi uma grata surpresa, e entrou para os melhores livros do ano.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  14. Oi, Anne! Tudo bem?
    Mesmo eu não gostando muito de histórias de romances, acabei gostando bastante da ideia deste livro. Ainda não o conhecia, mas essa temática de que a nossa sociedade está se tornando cada dia mais superficial devido ao desespero que as pessoas sentem em receberem likes a cada coisa que postam é realmente muito interessante. Também gosto de histórias que o protagonista não seja um bad boy, gosto de personagens sensíveis, então acho que eu provavelmente iria gostar do Hayden também. Obrigada pela dica! Beijos! ^-^

    ResponderExcluir
  15. Owwwwwwwnt que fofo,amos livros desses gênero juvenil,me faz sentir esperanças na juventude de hoje que esta meio perdida nos sentimentos,leio muitos livros assim me encanta e me conquistas e eu estou apaixonado por essa resenha fofa adorei e vou buscar na biblioteca se tem.

    vlw vlwc
    bjo bjo

    ResponderExcluir
  16. Oie! Confesso que iniciei a resenha com bastante receio, pois estou com o livro na lista de leitura e fiquei com medo de encontrar comentários positivos e acabar me decepcionando, mas suas palavras me deixaram ainda mais ansiosa para iniciar de uma vez a leitura de Namorado de Aluguel. Fiquei bastante empolgada ao saber sobre a crítica que Kasie faz durante o enredo, pois acho interessante quando o autor vai mais além do puro romance. Também gostei muito de saber sobre a evolução da personagem na presença de Hayden e Bec. *-* Com certeza essa será minha próxima leitura. ♥

    Beijos,
    Fernanda Goulart.

    ResponderExcluir
  17. Ooi
    Tem cara de ser bem clichê, mas como eu amooo clichês haha. Os personagens parecem ser ótimo, a história mesmo não sendo original também parece ser boa. Já quero!
    ❤ Beijoos
    www.estantemineira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Gostei bastante da tua resenha, muito honesta. Não deixou de informar que é, sim, um livro clichê e previsível mas que, mesmo assim, vale a pena ser lido. Apesar de não buscar títulos YA, ou Infanto-juvenil, acho que depois de ter lido "O orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares" tenho olhado para esses gêneros com mais atenção. Vez ou outra alguma coisa me atrai e o clichê vem a calhar HAHAHAHA.
    Interessante essa proposta da autora em construir sua crítica numa história mais leve, mais "atrativa". E acho mais do que válida, cabendo também a nós, blogueiras: as pessoas só querem números, likes, seguidores, comentários. Tudo parece tratar-se apenas de números que massageiam os egos.
    Ótima dica. Não direi que vou procurá-lo, mas caso caia em minhas mãos ou eu encontre em alguma promoção, é possível que eu leia.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  19. Oi Anelise, eu vi o lançamento desse livro e fiquei bem curiosa para ler. Fico super feliz em ver que você curtiu o livro e que é o romance leve e ótimo de ler e descontrair. Vou colocar na minha lista e irei ler o quanto antes!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  20. Gostei da premissa do livro e, afinal, um clichê de vez em quando não mata ninguém, né? Parece ser, de fato, uma leitura bem leve e agradável. Gostei muito do fato de conter uma crítica à geração dos likes, pois acho que há algumas pessoas que andam perdendo as medidas em relação a isso. Olha, eu não gostei desse Bradley, parece ser um chave de cadeia. E a capa, hein? Muito fofa! Adorei a sua resenha!

    Tatiana

    ResponderExcluir
  21. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não li nada dessa autora, mas quando vi esse livro fiquei curiosa com ele. Bom, eu sempre leio livros leves justamente porque eles também me fazem um bem danado e esse parece ser uma dica ótima, eu também não sou muito fã de histórias previsíveis, mas às vezes somos tão conquistados pelos personagens que a história não irrita, né? Pelo contrário, também conquista. Enfim, eu gostei muito da sua resenha, fiquei apaixonada por Hayden só de ler seus comentários, porque também adoro personagens que não são bad boys e gostei de saber da crítica da autora também.

    Beijos :*

    ResponderExcluir