#10 Subindo pelas Paredes, Alice Clayton

segunda-feira, fevereiro 29, 2016
Ano: 2014
Autora: Alice Clayton
Páginas: 276
Idioma: Português 
Editora: Benvirá
Sinopse: A primeira noite de Caroline em seu novo apartamento é uma promessa de que dias e noites agitados virão. Ela não poderia imaginar que dividiria a fina parede do seu quarto com um cara capaz de deixar uma mulher completamente maluca na cama. Aliás, uma não, Caroline já contou pelo menos três gritos e gemidos diferentes. Conviver toda madrugada com a animação do apartamento ao lado deixa Caroline ainda mais afundada na crise sexual que a acompanha há tempos. Mas ela nem sequer pode imaginar que o vizinho que ela abomina talvez seja o único capaz de lhe trazer de volta seus orgasmos. Em Subindo pelas paredes, Alice Clayton mistura humor, paixão e boas doses de sensualidade, capazes de fazer qualquer uma cair de joelhos e se apaixonar.
Classificação: 4/5

Eu começo a resenha desse livro dizendo que eu não esperava que ele fosse ser tão divertido e engraçado como foi. E que o meu pequeno preconceito literário com o gênero vai se desfazendo a medida que tenho encontrado histórias legais como Subindo pelas Paredes da Alice Clayton.

Subindo pelas paredes conta a história de Caroline, uma designer de interiores que se muda para um apartamento novo e acaba se deparando com uma certa coisa inesperada. O seu vizinho de parede, Simon, é um homem que tem várias mulheres em sua casa, em várias noites da semana. Acontece que Simon e seu harem é um pouco escandaloso e acaba perturbando o sono da nossa protagonista Caroline, ao escancarar os barulhos e palavras mais sórdidas durante o sexo. 

Caroline então fica irritada com a perca da qualidade do seu sono. Mas em um dia que ela simplesmente não aguentava mais, foi tirar satisfação com seu vizinho e foi aqui que ela viu o quão lindo ele era. O trepador de paredes era bonito. Caroline tentou formular uma frase grosseira no qual expressava toda sua irritação com o barulho, mas seus pensamentos estavam em outro lugar, precisamente em algum lugar do corpo de Simon

Após esse encontro na porta do trepador de paredes, Caroline não imaginou que sua vida mudaria para sempre. Que aquele que tirou seu sono por causa de outas mulheres, permaneceria para sempre não a deixando dormir. Pelo menos não sem ele ao lado.
"A parede passou a tremer, e as batidas da cama começaram.   Já chega. Ria disto, sua piranha!  Eu me levantei...   Marchei até a porta de entrada, meus saltos esmurrando o assoalho de madeira. Estava mais que furiosa. Estava lívida. Tinha chegado tão perto. Escancarei a porta da frente com a ira de um orgasmo interrompido. Comecei a martelar a porta dele. Martelei e martelei, como Clooney estivera prestes a fazer. Bati de novo, sem esmorecer, sem trégua. Ouvi passos rumo à porta, mas não parei. A frustração do dia e da semana e dos meses sem O rompeu em uma invectiva jamais vista.  ... Então, a porta se abriu, e eu vi. Lá estava ele. Simon.  ... Simon era deslumbrante. Claro que era..." 
No começo do livro, eu não estava gostando muito. A escrita da autora não estava convencendo e a história também não estava ajudando muito. Eu comprei o livro após ver uma resenha de uma pessoa aleatória na internet, esperava várias cenas de pegação e um livro new adult genérico. Mas ainda bem que eu não desisti do livro, pois após a página 70 a história tomou outro rumo e eu me apaixonei pelos personagens.

Caroline, a nossa protagonista, é uma personagem muito simpática e carismática, é impossível não gostar dela. Uma mulher bem resolvida e sucedida, que havia perdido seu O (orgasmo). Caroline se envolveu com alguns homens durante sua vida, mas o sexo não estava mais tão bom. Não existia mais orgasmo e nem climax. Caroline só pegava homem britadeira. Enquanto isso, Simon, dava shows no apartamento ao lado, mostrando que toda sua masculinidade e virilidade dava conta do prazer de suas paceiras, o que deixava Caroline imaginando muitas coisas.

O desenvolvimento dos personagens foi uma coisa bem legal de acompanhar. Quando Simon e Caroline começam a se conhecer melhor, Alice Clayton coloca várias questões em jogo: amizade, companheirismo, entre outras coisas muito bacanas de serem lidas. Um livro que eu imaginava que seria puro sexo, acaba se tornando uma gostosa jornada de descobrimento sobre relacionamentos. 

Parece que a autora, Alice Clayton, foi amadurecendo sua escrita na medida que foi amadurecendo seus personagens. De início, como citei acima, eu não me empolguei com a maneira de escrever da autora, mas conforme fui me aprofundando na história, comecei a sentir que sua era escrita aconchegante e tranquila e nada, nenhum pouco, truncada. E é por isso que a leitura acabou fluindo de uma maneira bem rápida e prática.

Quando eu descobri que esse livro foi adaptado de uma fanfic do Crepúsculo, fiquei pensando em 50 tons de Cinza. Mas não se engane, Subindo pelas paredes não tem nada de 50 tons. A história é bem madura e ensina muitas coisas bacanas sobre companheirismo e relacionamento. Então se alguém te disser ''ah, mas é uma fanfic..." você ignora. Existe muitas fanfics boas que viraram livros e essa obra é uma prova disso.

Se você procura um romance gostoso e leve, Subindo pelas paredes é um prato cheio. É divertido, fofo e os personagens são agradáveis. Uma boa leitura para encher o coração de amor e suspiros...







20 comentários:

  1. Oi!

    Também ouvi falar que esse livro é uma fanfic de Crepúsculo, mas pelo pouco que li dele não achei semelhança alguma. Ainda bem que não é parecido com Cinquenta Tons, porque essa história não me desceu também e eu já até tinha pensado que era algo semelhante.
    Talvez por isso não continuei a leitura até porque estava lendo em ebook e sei lá, estava faltando algo, mesmo com uma personagem legal.
    Mas pelo que li na sua resenha a história se desenvolve depois de umas setenta páginas e eu não havia chegado lá, então vou dar uma nova chance para a leitura qualquer dia desses.

    ResponderExcluir
  2. Eu sou chata sobre livros hot, realmente sempre tento evitá-los pois sempre fico irritada, nunca liguei em ler a sinopse desse livro por causa da capa e titulo. Mas um dia li a resenha e fiquei muito curiosa.
    Não lembrava mais de nada sobre o livro, ainda bem que li a sua resenha, pois realmente a premissa é muiiiiito legal. Deve ser hilário ler o livro kkkkkkk Caroline deve ficar P da vida com o vizinho kkkkkkkkkk
    Que bom e interessante saber que a autora foi amadurecendo a escrita conforme amadurecia os personagens.
    Amei a resenha

    http://www.colecoes-literarias.blogspot.com.br/2016/03/resenha-o-velho-vestido-de-noiva.html

    ResponderExcluir
  3. Eu, por norma, tento repelir esses livros New Adult com temas mais sexuais, porque realmente não aprecio muito o tema..! Mas ainda bem que gostou da leitura! O que interessa é termos gostado e "saboreado" o livro!! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Anne, tudo bem?

    Li esse livro ainda quando não foi publica no Brasil. Adorei a estória, Caroline é muito divertida, ela o Simon bate parede me mataram de rir em algumas cenas. Adorei a resenha, deu até aquela vontade de reler o livro rsrsrsr

    Bjoss

    http://rillismo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Difícil imaginar essa história como um fanfic de Crepúsculo mas como não li o livro não tenho como saber. A história me pareceu divertida. Ter um vizinhos desses kk.
    Mas não sei se leria por se tratar de um gênero que não sou muito fã...
    Bj
    camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Li esse livro a pouco tempo atras e gostei bastante. É um livro leve, como você escreveu, e até romântico. O casal é fofo e as reviravoltas nas suas amizades, são muito divertidas. Gostei muito do livro e, assim como você, no começo ele não me agradou muito mas, logo depois me conquistou.

    Abraços, Lara.
    http://www.imperio-imaginario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Anelise
    Que bom saber que se divertiu com o livro, adoro livros assim. As vezes o preconceito sobre o gênero é o que impede algumas pessoas de lerem. Gostei de ver seu ponto de vista e saber os pontos positivos da obra. Um dia pretendo ler.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Alguns livros são assim, começam fraquinhos, mas quando melhoram, não conseguimos largar.
    Não conhecia a obra e confesso que se não tivesse lido sua resenha, não teria vontade de ler, pois imaginava que era mais um livro erótico e tal.
    Mas gostei de saber que o livro agradou e que a autora amadureceu com o tempo.
    Adaptado de fanfic? Amei!
    Espero ter a oportunidade de ler!
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  9. Olá Anelise,
    Adorei, adorei sua resenha de Subindo pelas Paredes e fiquei bem animada com a leitura. Só de imaginar o que acontece, já dei boas gargalhadas, então, acho que esse livro é ideal pra mim, no momento.
    Acho que as questões que a autora colocou foi muito legal e espero que tenha sido bem trabalhada.
    Adorei a resenha e fiquei bem curiosa.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Ane, tudo bem?
    Que bom que o livro te surpreendeu e te agradou tanto!
    Eu confesso que o gênero me deixa com um pé atrás pois não curto livros hosts, mas parece que esse foca mais na relação dos personagens do que no sexo em si, então pode ser uma leitura interessante...


    Beijos:*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  11. Mulher, eu amo a Alice Clayton e meu amor por ela começou por este livro. Até agora não entendi o que essa história mega original e deliciosa, tem a ver com Crepúsculo, mas beleza... Adorei sua resenha e me deu vontade de ler o livro de novo!!!
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oi, Anelise! Adoro ver pessoas quebrando preconceito literário. Lá no blog a gente meio que bate na tecla sobre esse assunto, principalmente quando se trata de livros eróticos ou que tenha uma pegada mais forte, mas que não seja assim tãããooo erótico. Lógico que cada um tem um gosto e uma preferência e até eu que adoro, não leio só isso e nem um atrás do outro pq se torna algo cansativo. Enfim, acho muito bacana dar a oportunidade de conhecer histórias novas, pois você acaba descobrindo algo divertido e prazeroso.
    Essa coisa de tudo ser "baseado em fanfic" de Crepúsculo e Cinquenta Tons de Cinza acaba sendo um rótulo muito ruim para diversos livros, o que eu acho bem chato, pois faz muitas pessoas se recusarem a ler.
    Bom, quanto ao livro, eu adorei quando li. Dei boas gargalhadas e Caroline com seu jeitão me conquistou de cara. Quando ela falava do homem britadeira, pqp, me divertia horrores e sempre que ela tava com as amigas conversando sobre o vizinho eu imaginava eu e minhas amigas quando o papo vai pra esse rumo de homens e sexo rsrsrs.
    Como vc disse, é uma leitura super divertida, um romance leve e gostoso. Ótima dica!
    bjk
    www.viciadosemleitura.blog.br

    ResponderExcluir
  13. Anelise lindona eu adoro romances que trabalham a relação, mesclado ainda a uma boa dose de humor é a minha cara, já li muitos elogios a esse livro, preciso ler afinal amo livros assim, estou curiosa com esse livro e espero gostar assim como você, fico feliz em saber que a autora fez uma boa construção dos personagens. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  14. Amiga primeiramente tenho que te dizer que adorei a sua resenha.
    Eu adoro livros desse gênero e quando tu disse que é uma leitura leve e gostosa eu já fiquei interessada. Gostei de saber sobre os personagens se conhecerem, pois a menina perde a linha e quando vai tirar satisfação pronto, começa tudo rs...achei bem legal isso e tipo, lógico que deve ter muito mais coisa que tu não contou, até porque abordam várias questões interessantes que adoraria saber. Espero poder fazer a leitura. Vou coloca-lo na minha lista de desejados e espero gostar assim como você.

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/02/resumo-do-mes-de-fevereiro.html

    ResponderExcluir
  15. OIii!

    Acho que é quase impossível não ligar os livros do gênero com 50 tons né? Eu acho que essas comparações vem mais ainda quando os leitores não são fã do genero.
    Eu não conhecia o livro nem a autora, mas eu adorei saber que a autora cresceu durante a escrita dela! Acho que isso é maravilhoso e que sempre vale a pena uma obra qunado percebemos isso.
    A sua resenha está ótima e coerente, eu gostei bastante de conhecer um pouco mais da obra!
    Parabéns pela resenha!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  16. Adorei sua resenha! Amo o gênero e estou sempre em busca de novas indicações, então esse post veio a calhar! kkk Achei a premissa muuuito legal e não me importo por se tratar de uma Fanfic, pois o que importa é a qualidade do "produto"! Essa capa é linda! Bom saber que trata de assuntos mais maduros e tem boas mensagens sobre relacionamento!
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Olá, tudo bom?

    Nossa, eu me lembro desse livro quando ele ainda era uma fanfic de Crepusculo. Me recordo que li uma versão traduzida e postada na internet e agora fiquei muito feliz de ver o livro publicado. Realmente é um livro que quero comprar, já que eu amei a leitura!

    Obrigada pela dica, mesmo assim.

    Beijos.

    http://instantesmemoraveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. oI!!

    Sua resenha me convenceu, até mesmo pq temos algo em comum: o preconceito literário com gênero hots. Enfim, eu fiquei aqui imaginando a cena da Carolina escancarando a porta para reclamar. Se ri só em pensar nisso quem dirá do restante do livro. Preciso começar a dar mais chances para esse gênero, e cá entre nós: odeio 50 tons! Aff!! Ainda bem que não tem nada de parecido.


    Beijos!

    ResponderExcluir
  19. Oiee Tudo bom ???

    Quando você falou fanfic do Crepúsculo, fiquei meio tensa aqui. Pensei também em 50 tons, apesar que já vi várias fanfic de crepúsculo muito boas né!!
    Fiquei bem animada do livro ser mais maduro, e ter um bom desenvolvimento. Parece uma leitura mais leve, e divertida. Vou add na minha infinita lista.

    ResponderExcluir
  20. Oi Anelise, tudo bem???
    Eu tenho muita vontade de ler esse livro... sua resenha é a segunda que leio e gostei muito... deu para perceber o quanto a leitura pode ser divertida e cativante... fiquei bem interessada mesmo.... o fato de sua leitura ter te surpreendido de uma maneira positiva só aumenta a minha curiosidade... Xero!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.