#2 O Visconde que me Amava, Julia Quinn

ISBN-13: 9788580411973
Os Bridgertons - 2
Autora: Julia Quinn
Ano: 2013
Páginas: 288
Idioma: Português 
Editora: Arqueiro
Sinopse: A temporada de bailes e festas de 1814 acaba de começar em Londres. Como de costume, as mães ambiciosas já estão ávidas por encontrar um marido adequado para suas filhas. Ao que tudo indica, o solteiro mais cobiçado do ano será Anthony Bridgerton, um visconde charmoso, elegante e muito rico que, contrariando as probabilidades, resolve dar um basta na rotina de libertino e arranjar uma noiva. Logo ele decide que Edwina Sheffield, a debutante mais linda da estação, é a candidata ideal. Mas, para levá-la ao altar, primeiro terá que convencer Kate, a irmã mais velha da jovem, de que merece se casar com ela. Não será uma tarefa fácil, porque Kate não acredita que ex-libertinos possam se transformar em bons maridos e não deixará Edwina cair nas garras dele. Enquanto faz de tudo para afastá-lo da irmã, Kate descobre que o visconde devasso é também um homem honesto e gentil. Ao mesmo tempo, Anthony começa a sonhar com ela, apesar de achá-la a criatura mais intrometida e irritante que já pisou nos salões de Londres. Aos poucos, os dois percebem que essa centelha de desejo pode ser mais do que uma simples atração.
 Classificação: 4/5
★★★★

E a temporada de bailes de 1814 começou. Digo, a temporada onde as matriarcas estão loucas para casar suas filhas e filhos. Em O Visconde que me Amava, segundo volume da série Os Bridgertons, escrita pela Julia Quinn, somos presenteados com a história de Katherine Sheffield e o Visconde Anthony Bridgerton

Em O Duque e Eu, primeiro livro da série, fomos apresentados a Daphne e Simon, mas tivemos cenas bastante tensas com o nosso queridinho de O Visconde que me Amava, Anthony. Sendo o primogênito, tem todas as responsabilidades cabíveis da época. Era preciso ser responsável, cuidar dos negócios e principalmente cuidar da família. Mas Anthony era um libertino¹, para a época, isso era uma coisa bem diferente, já que ele vivia cercado de amantes, era livre e aventureiro. Não era exatamente o tipo de homem que uma dama gostaria de se casar, mas todas caiam ao seus encantos, já que era extremamente atraente. E era exatamente isso que Kate Sheffield pensava a respeito do Visconde. 
"– Permita-me impedi-la de cometer um equívoco horrível, Srta. Sheffield. Ela empertigou-se. Como, ele não sabia – suas costas já estavam muito eretas. – O que disse? – Acredito – respondeu ele em voz baixa – que a senhorita estava prestes a falar algo do qual poderia se arrepender em breve.– Não – retrucou ela, com uma expressão pensativa. – Não acredito que arrependimentos estejam no meu futuro. – Mas estarão – respondeu ele em tom sinistro."

Eu já esperava exatamente o que eu iria encontrar nessa história. A única coisa que eu não esperava, era que fosse amar tanto. Desde que li o primeiro livro da Julia Quinn, soube que era exatamente o estilo de romance que eu gostava de ler, então eu sabia que esse segundo livro seria na mesma pegada e me faria bem e feliz. O que me deixou mais contente em tudo, foi a minha aproximação com os personagens e a proporção que eu tinha de querer matá-los e amá-los na mesma intensidade. Gostei muito da maneira em que é abordada a história e todos os clichês são gostosinhos de ler e bem desenvolvidos. 

Mas o amor é meio clichê, não é mesmo?

Kate é uma personagem e tanto. Aos 21 anos, não arrebatou nenhum pretende que quisesse casar-se com ela, portanto, acaba sendo considerada não uma boa escolha para se casar, porque estava ''ultrapassando a idade''. No entanto, sua irmã Edwina, uma jovem loira e maravilhosa de 17 anos, atrai todo o ser masculino por onde passa. Todos a enxergam como uma perfeita esposa. Kate, sua irmã mais velha, sempre acaba sendo comprada com a irmã e sua beleza sempre fica em segundo plano. Kate é totalmente protetora e jamais a deixaria se casar com um libertino patife que não a honre e a ame. E adivinha só quem irá se interessar pela jovem moça irmã de Kate? Sim! Nosso Visconde Anthony Bridgerton

Entre intrigas, tapas e beijos, a relação de Anthony e Kate vai crescendo. Eles se odiando, se alfinetando, mas sempre negando a atração que sentiam um pelo outro, fingiam que se detestavam. Kate mal podia imaginar sua honrada irmã se casando com esse libertino. Anthony se odiava por pensar no corpo, nos olhos e nos detalhes de Kate e a desejar, mas achar que ela não era mulher para ele, mesmo todos dizendo que eles combinavam.

A história é um clichê, admito. Duas pessoas que odiavam no início, acabam se apaixonando. Nada de diferente. Mas o que a Julia Quinn fez para tornar essa história uma coisa tão envolvente e carismática? Não sabemos. O que eu sei é que a Julia soube muito bem como contar a história da família Bridgertons. Você se apega a cada personagem, até mesmo aos que não são da família. Em O Visconde que me Amava, temos mais uma história de amor que ultrapassa limites da época. Nas cenas mais sexuais, podemos ver o jogo de sedução, a conquista e nada é exagerado. Eu sempre tive problemas com o new adult, porque algumas autoras simplesmente exageram nas cenas de sexo e fazem coisas que eu particularmente acho desconfortável de ler. Mas Julia Quinn não, ela descreve as cenas de uma forma sensual e sedutora, fazendo o leitor sentir até friozinho na barriga.

Cheio de reviravoltas sentimentais, O Visconde que me Amava foi um dos romances de época mais gostosos de ler. Se você gostar do gênero, acho uma grande aposta. É leve, descontraído e cheio de humor. É aquele tipo de livro que faz teu coração ficar quentinho e aconchegante. Se você leu, me conta ai nos comentários o que achou!

Até mais!

¹: Libertino é um adjetivo que qualifica aquele indivíduo livre de qualquer senso moral. É a pessoa desregrada em sua conduta, é aquele que tem comportamento devasso, licencioso, depravado.

32 comentários

  1. Oie, tudo bem?
    Eu li esse livro o ano passado e tipo assim, AMEI *-*
    A Julia Quinn consegue fazer com que um roteiro já cliché, de tão usado, se torne encantador.
    Fiz uma resenha no meu blog falando das minhas impressoes dele, mas to sem o link ate na mao. Deixa pra outro dia ne.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá!

    Ja ouvi falar muito dos livros de Julia Quinn e sempre os quis ler. Mas somente agora estou entendendo que cada livro é focado em personagens diferentes e da mesma família. Que legal, achei muito interessante, pois diversas vezes em livros temos casais que amamos, porém não ficamos sabendo muito sobre eles. É verdade que esses livros dela não precisa ler na ordem? Que a história parece ser clichê, parece sim, mas adoro um bom clichê como esse, ainda mais se tratando de um romance de época.

    Beijos!

    www.cantinhocult.com

    ResponderExcluir
  3. Julia Quiin é uma unanimidade dentro dos leitores que apreciam romances históricos. São tantos elogios que eu não sei porque eu ainda não li nada da autora, jpa que gosto muito de romances. Quero conferir a escrita dela e acho que este livro, com boas reviravoltas sentimentais pode ser uma boa indicação para eu começar.
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Conheço bem esse tipo de clichê e adoro. E tem gente que realmente sabe fazer um bom clichê, pelo que ouvi, essa autora sabe trabalhar bem isso.
    Esse lance de falar das ligações entre os personagens dos outros livros tem se tornado bem comum nos livros e eu gosto muito!
    Amei a resenha. Beijinhos!

    ResponderExcluir
  5. Ola,
    OLha confesso que não li nadaaa que você escreveu com medo de spoiler. Pois não li o primeiro livro da série. Na verdade nunca li nada da autora. Os livros dela já estão na minha lista de desejados. Assim que tiver oportunidade vou ler.
    Bjss

    livrosemarshmallows.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os livros possuem histórias diferentes. Não importa em qual ordem irá lê-los. Portanto, ler o segundo livro não interfere em nada no primeiro. :D

      Excluir
  6. Amiga olha tenho visto tanta gente falando maravilhas sobre esse livro que estou ficando bastante curiosa sabia? Eu quero muito ler. Eu tenho o livro 1,2,3 e 4. Eu acho que vou começar a fazer a leitura e depois eu compro o que falta. Ma eu acho que vou deixar para as férias de julho já que se trata de uma série um pouco maior do que as outras que tenho. Mas mesmo assim espero gostar bastante, porque dizem que a estória é simplesmente maravilhosa xDDDDD

    Amei sua resenha e espero também gostar bastante.

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/01/resenha-uma-princesa-em-meu-lugar.html

    ResponderExcluir
  7. Confesso que não sou muito fã de livros de época.
    E saber que é um romance clichê me afastou ainda mais =/
    Mas bom saber que é um livro gostoso de ler e que valeu a leitura.
    No momento não é um livro para mim, quem sabe no futuro.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  8. Olá.
    Ah sim, é um clichê, mas eu amo essa série, amo os Bridgertons e amo a narrativa da Julia rsrsrs.
    O que ela faz eu também me pergunto, porque estou aguardando o lançamento do sétimo livro, e mesmo sabendo a linha básica que ela segue, ainda assim consigo me envolver com cada personagem.
    Espero que você continue a série, e encontre um diferencial em cada um.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  9. Oie.
    Eu sei que td mundo ama Julia Quinn, mas eu não consigo curtir romances. Pode me chamar de herege, mas nem Jane Austen eu consigo gostar tanto quanto todo mundo gosta. Huahahuaha.

    ResponderExcluir
  10. Oi!!!
    Acredite se quiser ainda não li nada da autora, mas este ano a história será diferente quero ao menos ler um livro para conhecer e ter uma opinião sobre a queridinha de muitos blogueiros. Sua resenha está objetiva, mostrar exatamente o que encontraremos na história e sem revelar demais. Gostei da árvore genealógica literária rsrs.

    Carla Fernanda
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    O Visconde que me amava foi um dos melhores livros que li ano passado, Anthony e Kate fizeram o melhor casal do ano na minha retrospectiva!
    Muito boa a leitura mesmo, que bom que curtiu...
    beijinhos
    http://umavidaliteraria1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Sim, você tem razão, o amor é um clichê, e quando é de época é mais ainda. Claro que depende da personalidade de cada obra que é escrita mas geralmente é sempre a mesma coisa que acontecesse ou então não teria graça, né? Eu não li nada da da autora, mas a saga dela é tão amada que entendo que você tenha gostado.

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
  13. Olá, tudo bem ?
    Sou louca para ler esta serie, mas tenho tanta coisa na frente e quem me dei ao trabalho de comprar ao menos o primeiro livro.
    Romance Clichê é sempre tão gostoso não é mesmo ?
    Acredito no potencial da autora e tenho certeza que quando eu puder ler vou amar.
    Resenha ótima.
    beijos

    ResponderExcluir
  14. Eu ando em um caso sério de amor com romances de época, mas ainda não li nada da Julia Quinn. Mas já fiquei interessada em ler essa história que apesar de ser clichê pelo fatos dos dois dizerem se odiar, na verdade é apenas amor e um grande desejo, e amo amo histórias assim! Cheios de tapas, beijos e amei o detalhe das cenas não serem nada forçadas, realmente é horrível quando é algo pesado, ou não mostra a sedução só o ato mesmo, então eu quero muito esse livro por causa da sua resenha e da história, acho que é um bom jeito de me aventurar nas obras da Julia Quinn. Mal posso esperar para ler! Ótima resenha.
    Beijos
    - Bruna
    www.brookebells.com

    ResponderExcluir
  15. Oiee ^^
    Esse não é um dos meus livros favoritos da série, mas é mesmo incrível ♥ Adoro a forma com que a Julia traça os acontecimentos e os sentimentos dos personagens, a gente imagina o que vai acontecer no final, mas, ainda assim, ela consegue surpreender, né? Espero que você goste dos próximos livros, o terceiro é ainda melhor ♥
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Olá!

    Eu adoro todos os livros (que já li) da série Os Bridgertons <3. A Julia consegue transformar uma estória clichê em algo apaixonante e todos os quatro primeiros livros dessa série são assim. Esse não é o meu favorito, mas dei boas risadas no decorrer da leitura.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Não tenho costume de ler livros de época e acaba que as resenhas não me cativam também.
    Todas as resenhas que leio, o autor fala bem o livro e eu fico com vontade de ler, mas sei que se comprar vou deixar o livro de lado e só vou ler outros.
    Sei que preciso me arriscar e me desafiar, mas de alguma forma me prendo nesse aspecto.

    Karine || Ainda Me Livro

    ResponderExcluir
  18. Oiii
    Ainda não tive a oportunidade de Ler os livros da serie,espero poder ler esse mês ainda.
    Sou louca por livros de época e pela sua resenha irei gostar bastante desse.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  19. AAAAAHHHHHHHHHH o que falar dessa serie meu deeeeeus??!!! Tudo né!! simplesmente MARAVILHOSA!!! Essa tia Julia arrasando com esses livros.. Já li quase todos tô só esperando o meu O Beijo Inesquecível chegar *.* mas o meu preferido é esse com o Anthony e o do Benedict \o/

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/2016/01/resenha-vai-sonhando-megan-maxwell.html

    ResponderExcluir
  20. Oi! Eu já ouvi falar maravilhas a respeito dos livros dessa autora! Infelizmente ainda não consegui ler nenhum, mas já constam na lista TBR! Beijo

    ResponderExcluir
  21. Oii, esse ano resolvi ler essa série, acabei de terminar O Duque e Eu, e estou apaixonada pela escrita de Julia, ainda esse mês, leio esse volume e estou super curiosa para conhecer mais do impetuoso Anthony, tenho quase que certeza que irei me encantar também.
    Bjim!

    Tammy
    Livreando | Facebook

    ResponderExcluir
  22. Oi Anelise, sua linda, tudo bem
    Eu amo romances de época, e adoro quando temos diálogos inteligentes e bem estimulantes, que parece ter sido o caso aqui, enquanto eles se alfinetavam. É muito melhor se apaixonar por alguém que lhe desafie constantemente, por isso gosto tanto desses livros. Não vejo a hora de ler. Adorei sua resenha.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Oi,

    Sempre ouvi falarem muito bem dos livros da Julia, mas nunca li nenhum, não curto romances de época, e leio algum new adult, quando me chama muita atenção - que é bem raro. Enfim, esse não seria um livro que eu leria.

    ResponderExcluir
  24. Anne, eu amei sua resenha!! De todos os livros dos Bridgertons, esse é o meu preferido, cheguei até a ler de novo depois que finalmente comprei (antes eu tinha lido pelo tablet). Foi assim mesmo que me senti quando li, uma proximidade com os personagens que me deu até angústia quando o livro foi chegando no final. Por mim, não precisava acabar nunca!! A Julia virou uma das minhas autoras favoritas.

    ResponderExcluir
  25. Oii, tudo bem?

    Não tenho muito interesses em romances de época, mas sempre gosto desse clichê de duas pessoas que vivem implicando um com o outro, e um novo sentimento começa a nascer entre eles... acho que clichês quando são bem desenvolvidos podem ser sim muito bons. Que bom que o livro trouxe sentimentos bem controversos para você... rsrs. Gostei da linha cronológica.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima || Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  26. Isso de amar e querer matar personagens na mesma intensidade me enlouquece, mas de um jeito bom... rs... Li só o primeiro livro da série e gostei muito, e a Julia Quinn foi a única autora que conseguiu me agradar com um romance de época. As cenas de sexo que ela escreve são mesmo diferentes, em geral eu não curto mas as dela realmente não me incomodam. Espero conseguir ler logo esse livro, mesmo o Anthony sendo um libertino no início tenho certeza que vai me conquistar.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  27. Olá
    Adoro quando alguém gosta do mesmo livro que amo.
    Da série esse e o meu preferido. Tanto que esse foi o que levei para autofrafar na Bienal.Anthony e Kate são o melhor casal <3.
    Adoro a Júlia e todos os seus livros, tem bastante tempo que acompanho autora e que cada vez ela fique melhor.
    Espero que você goste dos outros livros da série.
    Bjs
    Luana Lima
    http://blogmundodetinta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  28. Olá!
    Pela sua resenha já vi que vou ficar apaixonada pelo Anthony e a Kate. Eu só li O Duque e Eu e vou começar a ler os outros livros. Achei bem diferente o Anthony querer casar coma irmã e se apaixonar pela outra. Prevejo grandes confusões nessa história.
    Adorei a sua resenha.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  29. Oi.
    Eu morro de vontade de conhecer essa série, pois por mais que seja bem clichê, tem um quê de inovador, com a forma que a autora conduz uma trama de época tão bem escrita, de modo que você se imagina naquele cenário.
    Gostei muito desse irmão, e estou louca pra conhecer a família toda ^^

    www.gordinhaassumida.com.br

    ResponderExcluir
  30. Olá!!

    Eu finalizei a leitura do O Conde Enfeitiçado ontem! Eu comecei assim, pelo fim kkk, mas deu para entender tudo muito bem, os livros me parecem ser bem independentes! E meu Deus, que escrita maravilhosa tem a Julia! Realmente não da para saber como ela faz um clichê ficar tão maravilhoso!! Vou ler a série completa com certeza!

    Bjus
    blog Fundo Falso

    ResponderExcluir
  31. Finalmente consegui comprar meus primeiro livro da série! Já estava ficando com aquela vergonha literária. hehehe. Mas está aqui e logo poderei lê-lo. sua resenha me fez ter mais vontade ainda de ler. E deixa o amor acontecer do jeito que vier.

    Muito bacana!

    ResponderExcluir