[RESENHA] Eleanor & Park, Rainbow Rowell

sexta-feira, dezembro 18, 2015
ISBN-13: 9788542801255
ISBN-10: 8542801253
Autor: Rainbow Rowell
Ano: 2014
Páginas: 328
Idioma: Português
Editora: Novo Século

Sinopse: Eleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e “grande” (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo.

Eu já cansei de ver na internet resenhas sobre esse livro. Cansei tanto, que cedi a pressão e comecei a lê-lo. Posso atestar àqueles que me indicaram, que eu gostei, que eu me entreguei, que eu chorei e senti borboletas no estômago. Mas o que será que faltou em Eleanor & Park, Jovem Adulto da escritora Rainbow Rowell

Eleanor é uma adolescente fora dos padrões impostos pela sociedade, cabelos ruivos exageradamente bagunçados, vestes ''esquisitas'' e com o peso acima do aceitável. Em seu primeiro dia de aula, Eleanor se vê acuada pela situação em que se encontra, uma garota nova, em uma escola nova, rodeada por adolescentes babacas e egocêntricos. É claro que o bullying iria começar no momento em que nossa ruiva pisasse no primeiro degrau do ônibus que a guiaria para a escola. Mas Eleanor não contava com uma coisa, ou melhor, com uma pessoa... Park. O descendente de coreano que era quieto, mas que as pessoas não zoavam de uma forma como zoavam Eleanor. Após ninguém ceder o lugar para que ela se sentasse, Park se vê ali, deixando-a sentar-se ao seu lado. Mal ele sabia na encrenca que ele se meteria ao deixá-la participar, mesmo que um pouco, de sua vida. 

Parece um clichê não é mesmo? A garotinha invisível que encontra o príncipe encantado que vai tirá-la de sua bolha. E de certo modo, Eleanor & Park é um clichê. Mas o que o faz ser um sucesso?

Eu acredito que seja a maneira como ele foi contado e a personalidade dos personagens. Eleanor toda insegura, na dela, inteligente, esperta e meiga, confidenciando conosco seus problemas com a família, com a falta de auto estima, com o bullying  e com a rejeição. De um lado, uma família fragilizada, onde claramente a mãe sofre abuso do padrasto de Eleanor, assim como ela. De outro, Park, gentil, educado, inteligente, bom lutador e com uma família considerada perfeita. Parecem extremos, mas não são. Eleanor & Park são duas faces da mesma moeda, mas uma está meio arranhada.
"Ele parou de tentar trazê-la de volta. Ela só voltava quando bem entendia, em sonhos e mentiras e déjà-vus partidos. "
A maneira como o romance vai se desenvolvendo é bem bonitinha. Park lê quadrinhos todos os dias e sempre que dava, Eleanor espiava e lia juntamente com ele. Não se falavam, não se olhavam, apenas compartilhavam daquele momento de leitura que parecia tão íntima quanto uma troca de olhares. Aquela partilha, aquele momento significava algo e isso tudo mudou quando ele emprestou para elas seus quadrinhos, fez para ela uma fita com músicas do Joy Division e Smiths... O diálogo veio, os olhares, os toques e Eleanor & Park foi acontecendo.

Não posso deixar de falar sobre as referências clássicas dos anos 80. Essa década tão linda e colorida que nos encanta até hoje. Park lê Watchmen, X-men e Eleanor ouve Beatles. A cultura pop é o que deixa a história mais atrativa. No entanto, como citei acima, o que faltou em Eleanor & Park? Em minha visão e gosto, CUIDADO COM O SPOILER, o romance se desenvolveu rápido demais. Sim, foi fofinho e legal, mas Park diz ''eu te amo'' muito cedo e isso me incomodou. Foi nesse momento em que achei que a autora simplesmente queria finalizar o livro o quanto antes e por isso decidiu enfiar um eu te amo tão às pressas daquela forma. 

De um modo geral, Eleanor & Park é um bom livro. Uma história que me fez bem, que fez com que eu me sentisse empática com os personagens e ter sofrido um pouco com o final da história. Gostei da escrita da autora, nunca tinha lido nada dela e com certeza esse livro foi o pontapé inicial para ler outras obras. Se você já leu Eleanor & Park, deixa ai nos comentários! Até mais.

15 comentários:

  1. Oi, Anne! Eu cheguei a ler um pouco desse livro em pdf, mas acabei não terminando... Porém, achei bastante interessante, ainda pretendo comprar o original e ler. Adorei você ter feito resenha sobre ele. Recomendo o livro Fangirl dessa mesma autora, esse eu li até o final e achei maravilhoso \o/ Um beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thaís sua linda! Fangirl está na minha meta de leitura para 2016 \o/ quando ler te conto haha beijo sua linda!

      Excluir
  2. Eu também acho a história clichê, mesmo assim, desde que vi o livro há algum tempo, a vontade de ler nunca foi embora, além da capa ser linda.

    ResponderExcluir
  3. Oi Ane, tudo bem? Eu sou louca para ler esse livro, já li algumas resenhas dele e acho a premissa muito boa. Mesmo tendo clichês, que eu até gosto, eu quero ler. Li a parte de sua ressalva com a obra, mas mesmo assim quero ler. Parabéns pela resenha.

    Beijos
    Leitora Sempre

    ResponderExcluir
  4. Oiii!
    Ainn sou louca para ler Eleanor & Park!
    A capa é linda, gosto da autora...
    Espero ler logo! Ótima resenha!

    Beijinhos...
    http://estantedalullys.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Anelise, quem nunca ouviu falar desse livro, né? Toda pessoa que acompanha esse mundo de blogs literários já ouviu, incluindo eu. Mas até agora eu nunca cogitei lê-lo... Seu texto me fez mudar de opinião! :)

    ResponderExcluir
  6. Preciso muito ler esse livro. Está na minha estante há algum tempo e eu sempre deixo ele para a próxima e cabao não lendo. Quero muito fazer a leitura o quanto antes e espero gostar do livro tanto quanto tenho ouvido os elogios sobre ele.

    ResponderExcluir
  7. Eu também vi VÁÁÁÁÁÁÁRIAS pessoas comentando/resenhando esse livro. Eu gosto de clichê quando bem usado, haha. E esse parece tããão fofo. Tô super afim dele.

    ResponderExcluir
  8. Oie
    Sua resenha está ótima, eu li o livro e gostei muito, achei bem diferente e tocante, espero ler outros da autora em breve, muito boa as imagens do post

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Eu quero ler! Esse livro recebe muitos comentários positivos e como você disse, um clichê que tem uma narração diferente!

    Abraços e até!

    lendoferozmete.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oie.
    fiquei tão apaixonada por esse livro que fiquei dias e dias sem conseguir me concentrar em uma nova leitura. Achei que a vida da Eleanor era muito dura e aquilo me deixou tão sensivel.

    ResponderExcluir
  11. Oiieee! Esse livro deve ser puro amor! Ele está na minha meta de 2016. <3

    ResponderExcluir
  12. Eu achei meio nonsense as últimas páginas… coisa assim, tipo… as 4 páginas finais. Só achei que teve um mimimi desnecessário, sem sentido. Tipo, bem clichê mesmo. Passando um rodo em toda a força que o casal tinha. Parecia até que tinha mudado de livro haha… Mas o final ainda assim foi bom.

    ResponderExcluir
  13. Oii!

    Não vejo a hora de ler esse livro! Sério!
    Como você disse, já li milhares de resenhas desse livro e quero começar a ler logo ^^
    Parece ser realmente muito bom! Parabéns pela resenha!

    Beijos, Amanda
    www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir
  14. Olá! Esse é o único livro da Rainbow que li até hoje, mas ele me conquistou. Adorei a abordagem de temáticas como bullying e primeiros amores, que fazem parte da vida de todo jovem. Algo que me agradou muito, foi a forma realista com que a autora constrói o relacionamente entre Eleanor e Park, mostrando que nem tudo são flores apesar do sentimento sincero dos dois, dispostos a enfrentar as adversidades para ficarem juntos... Isso é um diferencial, pois a maioria dos livros costumam ter casais perfeitos, como se só o amor/paixão fossem suficientes para ficarem juntos. Beijos.

    http://thehouseofstorie.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.