A Torre Negra (no original, The Dark Tower) é uma série literária escrita pelo americano Stephen King. Misturando ficção científica, fantasia e terror numa narrativa que forma um verdadeiro mosaico da cultura popular contemporânea, o enredo segue um "pistoleiro" e sua busca em direção a uma torre, cuja natureza é tanto física quanto metafórica.Considerada a magnum opus do escritor, levou trinta e três anos para ser concluída - de 1970 a 20032 - e em 2010 havia alcançado a marca de 30 milhões de exemplares vendidos. A saga é inspirada no universo imaginário de J.R.R. Tolkien, no poema épico do século XIX "Childe Roland à Torre Negra Chegou" escrito por Robert Browning, e repleta de referências à cultura pop, às Lendas Arturianas e ao faroeste.Em 21 de fevereiro de 2012, foi lançado um oitavo livro da série, intitulado The Wind Through the Keyhole e posteriormente foi lançado no Brasil com o nome "O Vento Pela Fechadura".

Como fã de carteirinha da saga A Torre Negra, best-seller de Stephen fucking King, decidi falar um pouco sobre essa obra prima, baseada em O Senhor dos Anéis e no poema épico "Childe Roland a Torre Negra Chegou".

A Torre Negra conta a história de Roland Deschain de Gilead, o último de sua espécie, o último pistoleiro da linhagem do Eld, cujo destino (o seu Ka, como é retratado na série) é buscar a Torre Negra, um certo monumento que está se desequilibrando, e que é responsável por manter, não só seu mundo, mas todos os outros mundos em ordem, para que eles não sigam adiante e se reúnem totalmente. 

Para isso Roland deve enfrentar muitas provações, como abrir mão de seu grande amor e de seus amigos, mas tudo isso é justificável, é a Torre que importa, ela como um imã e você sabe que deve encontrá-la, tem de encontrá-la.

No meio desse caminho Roland se depara com Portas que conectam o nosso mundo (como o conhecemos, especialmente Nova York) com o seu mundo (chamado de Mundo Médio) e é aí que começam as semelhanças entre ambos os mundos, semelhanças que antes pareciam coincidências mas depois se encaixam perfeitamente como peças de quebra cabeça. 

A cada novo livro (são 8 no total) King faz uma nova conexão com a cultura pop do final do século XX, citando músicas, filmes e atores da época, e isso é o mais incrível pois faz com que tudo tenha sentido para nós e a cada momento desses é como um soco no estômago e uma nova surpresa. Além disso, o Sr. Stephen fez com que a Torre tivesse ligação com vários de seus outros livros, incluindo personagens ou demais acontecimentos em suas outras obras, o que, para mim, é o que classifica A Torre Negra como sua maior realização, porque ela não se restringe a apenas uma saga de oito livros, mas sim a um universo que pode ser imensamente expandido e nos surpreender a cada nova aventura, seja dentro ou fora do Mundo Médio, pois ao lermos outos livros do autor iremos perceber, por mais sutil que seja, um rastro da Torre Negra. 


Livros
O Pistoleiro (1982)
A Escolha dos Três (1987)
As Terras Devastadas (1991)
Mago e Vidro (1997)
Lobos de Calla (2003)
Canção de Susannah (2004)
A Torre Negra (2004)
O Vento Pela Fechadura (2012)1
Autor: Stephen King
Título original: The Dark Tower
Idioma original: Inglês
Publicado entre 1970 - 2003 (nos Estados Unidos)
Editora: Estados Unidos Grant; Brasil Objetiva
País: Estados Unidos
Gênero: Fantasia, terror, faroeste

Enfim, ainda estou no sexto volume, mas o que posso garantir à vocês é que a Torre Negra vale a pena, afinal você tem de conhecê-la, assim como Roland.


Deixe um comentário